Carregando...

Alerta!

logo “Ah, mas eu sou assim. Não tem como mudar!” (Crônica de psicóloga Cláudia Yaísa G. Silva) - Cláudio Silva - Colunistas - AN Notícias “Ah, mas eu sou assim. Não tem como mudar!” (Crônica de psicóloga Cláudia Yaísa G. Silva) - Cláudio Silva - Colunistas - AN Notícias

Apucarana, 21 de Outubro de 2020

SAIBA MAIS

Dia do Contato Publicitário - Dia de Santa Úrsula - Dia Nacional da Somália -
Escolha um colunista:
Cláudio Silva
Educação
Ex-secretário de Educação em Apucarana e ex-presidente da UNDIME-PR. É proprietário da Escola Nossa Senhora da Alegria e Colunista do AN Notícias e Jornal Apucarana Notícias.
Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, pois o Site e Jornal Apucarana Notícias pode não comungar com as mesmas ideias.
02/07/2020 10h59

“Ah, mas eu sou assim. Não tem como mudar!” (Crônica de psicóloga Cláudia Yaísa G. Silva)

Pessoas, Andar, Homens, Trabalho, Cidade, Estrada  

Você já deve ter presenciado alguém no meio de uma discussão se justificar com a frase: “Ah, mas eu sou assim. Não tem como mudar!”. Hum... Será que essa afirmação tão irredutível é sempre correta? Vamos refletir.

É fato que cada um de nós temos uma personalidade e com ela um modo operante de estarmos no mundo, que se evidencia na forma como tomamos decisões, reagimos ao nosso entorno e nos relacionamos com as pessoas.

A personalidade é um modo de organização dos sujeitos, construída pouco a pouco a partir de vários fatores, como o aspecto biológico e o social. Portanto, não nascemos com uma personalidade pronta, ela é desenvolvida a partir da interação com o ambiente. Ainda que a personalidade seja uma estrutura relativamente estável, não é impossível que mudanças de atitudes e comportamentos possam acontecer.

A Psicoterapia é um bom exemplo de como podemos expandir e mudar o nosso modo de enfrentar e resolver problemas, mantendo a nossa estrutura de personalidade. Sempre existe algo novo a aprendermos e a nos desafiarmos.

Não se acomode na frase: “eu sou assim". Busque aprimorar o seu ser, reconhecer as dificuldades e estimular as suas potencialidades! Quantas crianças com dificuldades de aprendizagem descobriram mais tarde diferentes talentos e habilidades! O fracasso, a vergonha, o medo podem até nos fazer desacreditar em algum momento, mas não podem nos parar! Pense nisso!

*Cláudia Yaísa Gonçalves da Silva é psicóloga, professora de Psicologia, Doutoranda em Psicologia Clínica pela USP, especialista em Psicanálise. Site www.psico.life / e-mail: claudia@psico.life / Instagram: @psico.life / Facebook: Psico.Life