Carregando...

Alerta!

logo Não deixe que um 'não' vire um 'nunca' (crônica de psicóloga Cláudia Yaísa G. da Silva) - Cláudio Silva - Colunistas - AN Notícias Não deixe que um 'não' vire um 'nunca' (crônica de psicóloga Cláudia Yaísa G. da Silva) - Cláudio Silva - Colunistas - AN Notícias

Apucarana, 28 de Outubro de 2020

SAIBA MAIS

Dia do Funcionário Público - Dia de São Judas Tadeu -
Escolha um colunista:
Cláudio Silva
Educação
Ex-secretário de Educação em Apucarana e ex-presidente da UNDIME-PR. É proprietário da Escola Nossa Senhora da Alegria e Colunista do AN Notícias e Jornal Apucarana Notícias.
Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, pois o Site e Jornal Apucarana Notícias pode não comungar com as mesmas ideias.
13/07/2020 12h32

Não deixe que um 'não' vire um 'nunca' (crônica de psicóloga Cláudia Yaísa G. da Silva)

Mulher, Perfil, Rosto, Retrato, Jovem, Feminino
Fonte: Pixabay woman-690118_1280

Muitas vezes passamos por experiências tão complexas e difíceis, que a nossa reação pode ser a de nunca mais querer se aproximar de algo similar àquilo.
 
 Você mesmo pode pensar em vários exemplos em sua vida em que falhou, passou vergonha, não obteve o resultado esperado e nunca mais tentou.
 
Realmente, algumas coisas não precisam ser revividas, mas quando se trata de algo que você gostaria muito de realizar ou acrescentar à sua vida, porém sente que existe um bloqueio que o impede de arriscar, será que a melhor solução seria desistir?
 
Um empreendimento que falhou, um relacionamento que não foi construtivo, uma amizade que te decepcionou. Precisamos olhar para essas experiências e aprender o que podemos melhorar, o que desejamos para a nossa vida e o que não mais aceitamos para nós.
 
Não é porque você teve uma decepção que não poderá ter novas oportunidades e vivências. Em nossa caminhada haverá alguns erros, alguns “nãos”, alguns “quem sabe em outra oportunidade”.
 
Não deixe que um “não” vire um “nunca”. Se eu puder compartilhar uma orientação seria: Se dê uma chance. Nada precisa ser eterno e definitivo. Tente! No seu tempo, do seu jeito, respeitando os seus limites, mas tente. Pense nisso!
 
*Cláudia Yaísa Gonçalves da Silva é psicóloga, professora de Psicologia, Doutoranda em Psicologia Clínica pela USP, especialista em Psicanálise. Site www.psico.life / e-mail: claudia@psico.life / Instagram: @psico.life / Facebook: Psico.Life