Carregando...

Alerta!

logo “VIVER É PARA OS FORTES” - Cláudio Silva - Colunistas - AN Notícias “VIVER É PARA OS FORTES” - Cláudio Silva - Colunistas - AN Notícias

Apucarana, 14 de Dezembro de 2018

SAIBA MAIS

Escolha um colunista:
Cláudio Silva
Educação
Ex-secretário de Educação em Apucarana e ex-presidente da UNDIME-PR. É proprietário da Escola Nossa Senhora da Alegria e Colunista do AN Notícias e Jornal Apucarana Notícias.
Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, pois o Site e Jornal Apucarana Notícias pode não comungar com as mesmas ideias.
03/05/2015 10h38

“VIVER É PARA OS FORTES”

Obs.: Recomenda-se a leitura ouvindo a trilha sonora sugerida 

                                                           
                             “ VIVER É PARA OS FORTES”.

                                                        *Por Cláudio Silva.
Olá minha filha,
 
Ouví a frase,  que intitula esta crônica, da cantora Ana Carolina num programa de entrevistas. Efetivamente,  na natureza são os mais fortes que conseguem se sobrepor às adversidades e sobreviver. Se pensarmos em aspectos que podemos considerar vitais, fortaleceremos a convicção de que a dinâmica da vida implica também em exigências, que para serem atendidas, vão requerer de nós muita autodisciplina, foco e determinação. Como a busca por  saúde e qualidade de vida, que impõe a luta contra a balança, que na verdade não é contra ela, a mais inocente nessa história. Mas, conosco mesmos e  contra a bendita falta de vontade. Como renunciar a certas bebidas e alimentos não adequados, principalmente quando os mesmos parecem  ainda mais convidativos? Pensemos também no que devemos exigir de nós mesmos para manter a prática de atividades físicas. Pessoas que conheço, algumas delas com idades bem mais avançadas do que a minha ou a sua, só o conseguem levantando-se bem mais cedo,  quando por vezes ainda está bem escuro. Porque  o único tempo de que dispõem são justamente aquelas horas em que a maioria ainda está dormindo. Para muitos, os momentos mais “deliciosos” de uma noite de sono. Imagine minha filha,  como isso deve pesar nos dias frios de inverno! Pois é filha, viver é uma aventura fascinante, que impõe certas exigências. E podemos  concordar que as probabilidades de que os indivíduos que conseguem sucesso nessas  aparentes “façanhas” tenham uma vida mais longa e saudável, é muito maior do que os que se rendem facilmente à falta de vontade.  Daí fazer todo sentido a máxima atribuída ao Dalai Lama: “ Os homens perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem o dinheiro para tentar recuperar a saúde”. O que em alguns casos já poderá  ser demasiado tarde. E o que pensar das exigências da vida de estudante? Nós já sentimos isso na pele várias vezes, não é mesmo filha? Quantos, para dar conta de compromissos acadêmicos precisam sacrificar diversões, horas de sono, alguns varando noites às voltas com leituras, elaboração de trabalhos, preparação para provas e concursos. Tempos atrás, quando houve a ocorrência do fenômeno raro de neve em nossa região, um dos meus colegas professores estava numa daquelas madrugadas geladas debruçado na elaboração da sua tese de doutorado, enquanto lá fora o vento assoviava. É claro que para esses, as probabilidades de uma vida futura mais confortável serão bem maiores, do que as daqueles que viveram se economizando ou nos caminhos das facilidades. Diz a sabedoria popular que “a escola das facilidades só forma para a mediocridade.” Em síntese, os maiores inimigos poderão estar dentro de nós mesmos, como a gula, o comodismo e a preguiça, circunscritos nos “Pecados Capitais”. É filha, a tal cantora foi direto ao ponto, porque viver  realmente parece não pactuar com moleza, sendo uma empreitada que só os realmente fortes conseguem dar conta. Para que a vida possa ser realmente efetiva, ela traz consigo uma  carga de renúncias e exigências, mas, cujos resultados, convenhamos, compensam eventuais sacrifícios. Neste sentido, os pais podem ser muito sábios na condução da educação dos filhos procurando harmonizar flexibilidade, responsabilidades, ordem, disciplina e outros aspectos importantes para a formação de uma personalidade equilibrada. Finalizamos com uma frase do músico e maestro  brasileiro João Carlos Martins, uma das referências para a minha vida:  “Com a alma de um poeta e a disciplina de um atleta, se tiver determinação, alcançará a sua meta”.
Pense Nisso!

Deus a abençoe, filha querida! Beijos !
                                              Papai
                                                                                        03 de maio de 2015

(ANOTE ABAIXO A SUA MENSAGEM)
*Cláudio Silva é mestre em Educação, ex- presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação-UNDIME/PR, ex- Secretário de Educação de Apucarana,PR e Diretor da Escola Nossa Senhora da Alegria. (mais textos do professor no site Prof. Cláudio Silva Educacional)

Ficha Técnica:Estrutura: Jornalista Cláudia Alenkire Gonçalves da Silva – MTE 000 9817 /PR Revisão:  Psicóloga Mestranda USP Cláudia Yaísa Gonçalves da Silva.