Carregando...

Alerta!

logo Cuidado com o vinho! - Pastor Artur Escobar - Colunistas - AN Notícias Cuidado com o vinho! - Pastor Artur Escobar - Colunistas - AN Notícias

Apucarana, 19 de Dezembro de 2018

SAIBA MAIS

Dia do Atleta Profissional e Dia de São Nemésio -
Escolha um colunista:
Pastor Artur Escobar
Religião
Filho de Artur Baumart(In memoriam) e Eva de Lurdes Escobar, Pastor Artur Leandro Escobar, nasceu em 03 de fevereiro de 1982, na cidade de Restinga Seca-RS. Casou-se dia 28 de fevereiro de 2004 com Angélica da Costa Escobar e deste abençoado matrimônio nasceram dois filhos: Isadora e Davi da Costa Escobar. Ex jogador de futebol profissional, atuou no Guarani de Venâncio Aires-Rs, Botafogo-RJ, Edessaikos-Grecia, Ituano-SP. Converteu-se ao evangelho no ano de 2001. No dia 20 de outubro de 2016 foi ordenado a Pastor pela CIADEP (Convenção geral das Igrejas Evangélicas Assembleia de Deus no Estado do Paraná), que é vinculado a CGADB (Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil). Bacharel em teologia pela Unifil. Professor da Escola Biblica Dominical, e atualmente Pastor na Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Apucarana no Jd. Independência.
Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, pois o Site e Jornal Apucarana Notícias pode não comungar com as mesmas ideias.
20/06/2017 02h12

Cuidado com o vinho!O Cristão pode ou não beber vinho?

Cuidado com o vinho!
A palavra de Deus nos adverte sobre o perigo do vinho. Sendo o álcool um dos maiores problemas da família brasileira, cumpre-nos entendermos o que a Bíblia diz sobre o assunto.

Falar sobre bebidas alcoólicas sempre foi um assunto polêmico! Pois vivemos em uma geração em que a maioria das pessoas acham que tudo é relativo, e diante disso existe muitos cristãos perdidos sem saber o que pensar sobre esse tema. Alguns dizem: Eu bebo porque a Bíblia não proíbe beber bebidas alcoólicas; Eu bebo, mas nunca me embriago, pois, a Bíblia proíbe se embriagar; Eu bebo, mas tenho domínio próprio para parar quando eu quiser e beber a quantidade que eu quiser; Eu bebo apenas em casa e isso não atrapalha ninguém; Eu bebo porque vejo muitas pessoas que sempre beberam e têm uma saúde de ferro.

Dados científicos afirmam que se a pessoa beber de 0,04 a 0,06 g/dl de vinho ou de qualquer outra bebida alcóolica a pessoa já é considerada embriagada mesmo sem ela perceber, e isso é menos que uma taça de vinho e menos também que uma lata de cerveja.

No meio cristão há vários pensamentos com relação a este assunto, porém o mais propagado é: Posso beber vinho, porque em João.2 Jesus transformou a agua em vinho. Não procuram saber quais os tipos de vinho que haviam na época e a que tipo de vinho Jesus estava se referindo. Outros dizem: O apostolo Paulo em Ef.5:18 diz: Não voz embriagueis com vinho onde há contenda, nós então podemos beber, só não pode se embriagar. Apenas repetem esta afirmação e não procuram saber qual o contexto histórico em que Paulo estava escrevendo, e o porque ele estava escrevendo para aquela igreja sobre esse assunto. Por fim outros dizem que Paulo recomendou a Timóteo, devido a uma enfermidade que este estava enfrentando em 1 Timóteo5:23:que não bebesse somente água, mas também um pouco de vinho. Interessante notarmos nesse texto, que no Capitulo 3 de 1 Timóteo o apostolo Paulo estava falando que não era para beber vinho, agora ele esta dizendo que é pra beber vinho, será que ele estaria entrando em contradição?
Importante você saber que existe três palavras hebraicas traduzidas por "vinho" na Bíblia.

Tirosh....38 vezes no antigo Testamento, "vinho novo" ou "vinho da vindima". suco doce de uvas recém-colhidas (Dt 11.14; Pv 3.10; Jl 2.24).
Yayin....141 vezes no Antigo Testamento para indicar vários tipos de vinho fermentado. (Gn 9.20,21; 19.32,33; 1 Sm 25.36,37; Pv 23.30,31). 
shekar, geralmente traduzida por "bebida forte" (exemplo: 1 Sm 1.15; Nm 6.3).  23 vezes no antigo testamento.
Tirosh "vinho novo" ou "vinho da vindima". suco doce de uvas recém-colhidas, tem "bênção nele" (Is 65.8).
Yayin / shekar o vinho fermentado, (Pv 20.1) "é escarnecedor" e causa embriaguez. Desse vinho que eu estou me referindo e que pode arruinar a sua vida, e diante disso eu quero destacar quatro situações a cerca dele.

Em primeiro lugar, esse vinho é uma ameaça para sua vida. Provérbios 23:29,30 (Para quem são os ais? Para quem os pesares? Para quem as pelejas? Para quem as queixas? Para quem as feridas sem causa? E para quem os olhos vermelhos? Para os que se demoram perto do vinho, para os que andam buscando vinho misturado.). A bebida alcoólica tem sido o maior ladrão de cérebros do mundo. Está por trás da maioria dos crimes passionais e dos acidentes automotivos. Os cemitérios estão cheios de suas vítimas e as cadeiras lotadas de seus protagonistas. Aqueles que se entregam à bebedeira render-se-ão aos lamentos. Serão provocadores de rixas e intrigas. Passarão a vida bebendo e se queixando dos males que eles mesmos provocaram. Aquele que se demora em beber vinho e busca bebida misturada labora contra si mesmo, cava sua própria cova e pavimenta o caminho de sua própria destruição. O alcoolista não apenas atenta contra sua própria vida, mas, também, transtorna sua própria família. Torna-se motivo de opróbrio para o cônjuge e vergonha para os filhos.

Em segundo lugar, cuidado com a sedução do vinho, pois ele é um laço para sua vida Provérbios 23:31,32 (Não olhes para o vinho quando se mostra vermelho, quando resplandece no copo e se escoa suavemente. No fim, picará como a cobra, e como o basilisco morderá). O vinho é uma bebida apreciada no mundo inteiro desde os tempos mais remotos.  O vinho, porém, tem seus perigos e ameaças. O vinho tem um forte poder de sedução. Tem cheiro e sabor. Resplandece no copo e escoa suavemente. Aqueles que desprezam seu poder de sedução e domínio e perdem a sobriedade, são picados por uma víbora venenosa. A cobra é um animal sutil. Não rosna como um cão bravo nem urra como um leão esfaimado. A cobra espreita. Arma o bote e ataca repentina e implacavelmente. Seu bote é certeiro. Sua mordida é venenosa. Sua picada é mortal. Ninguém se inicia na bebida como um ébrio. Alguns, porém, flertam com a bebida e ficam presos em seus laços. São dominados pela sedução do álcool. O resultado dessa escravidão é a dor, o sofrimento e a morte. A mordida dessa cobra e a picada desse basilisco pode ser fatal. Fuja do álcool enquanto é tempo!

Em terceiro lugar, se voce beber vinho os efeitos serão desastrosos Provérbios 23:33 (Os teus olhos olharão para as mulheres estranhas, e o teu coração falará perversidades.). O vinho provoca alucinação. O álcool tem o poder de tirar a sobriedade. A embriaguez rouba o cérebro do homem, embaralha sua visão, entorpece seu entendimento e diminui seus reflexos. Um homem bêbado vê coisas esquisitas e fala coisas perversas. Seus olhos e sua boca são arrebatados pela loucura. Seus sentidos são alterados. Dentre os muitos efeitos do álcool, o texto em apreço destaca dois. O primeiro deles é que uma pessoa bêbada não consegue ver as coisas como elas são. Sua avaliação da realidade é completamente alterada. Sua percepção das coisas é embotada. Seu discernimento fica manco. Seus reflexos ficam lentos. Sua análise dos fatos completamente deficiente. O segundo efeito do álcool é que o coração do ébrio fala coisas perversas. Uma pessoa bêbada desanda a boca para falar impropérios e blasfêmias. O álcool não é prejudicial apenas a saúde; é letal ao bom nome, é nocivo à honra, é desastroso à família e à sociedade.

Em quarto lugar, o vinho pode te levar ao fundo do poço Provérbios 23:34,35 (E serás como o que se deita no meio do mar, e como o que jaz no topo do mastro.E dirás: Espancaram-me e não me doeu; bateram-me e nem senti; quando despertarei? aí então beberei outra vez). O beberrão começa sua triste jornada olhando para o copo, sendo atraído pelo brilho do vinho e pela sedução de seu cheiro e termina sua inglória caminhada sendo jogado de um lado para o outro, ao sabor das ondas revoltas do mar da vida. Deitar-se no meio do mar é viver como um náufrago, sem chão, sem terra para pisar, sem casa para voltar. Deitar-se no alto do mastro fala de uma solidão avassaladora, de um isolamento cruel, de um auto-banimento amargo. Quando esse homem se levanta da tormenta e da solidão, seu corpo está cheio de hematomas e feridas. Foi espancado, mas nem sabe quem o agrediu. Ele tornou-se saco de pancada. Cair de porta em porta, perambular de boteco em boteco, chegar em casa com cheiro de álcool, ferido no corpo e na alma nem mais lhe provoca dor. Foi surrado e voltará a ser, porque já perdeu o pudor e a sensibilidade. Quando despertar do torpor do álcool, sabe o que ele fará? Voltará a beber! É um adicto. É um dependente! É um escravo do vício! Foi picado pela cobra venenosa do álcool. A não ser que seja liberto pela força divina, não conseguirá sair por si mesmo dessa masmorra cruel. Cuidado com o vinho!

Fonte: Bíblia de Estudo Pentecostal, CPAD 
Comentário Expositivo de Provérbios | Hernandes Dias Lopes.

Galeria de Imagens