Carregando...

Alerta!

logo Apucarana já atingiu 71,78% da meta de vacinação - Notícias - AN Notícias Apucarana já atingiu 71,78% da meta de vacinação - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 23 de Agosto de 2017

SAIBA MAIS

Dia da Injustiça - Dia do Aviador Naval e Dia do Patrulheiro Policial -
16/05/2017 12h07

Apucarana já atingiu 71,78% da meta de vacinaçãoOs índices de vacinação de gestantes e crianças preocupam as autoridades da saúde pública

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

O Dia D da Vacinação contra Gripe, no último sábado (13), elevou o índice de cobertura para 71,78% em Apucarana. Na data de mobilização nacional da campanha da gripe, 26 das 28 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) ficaram abertas para dar oportunidade à população buscar a imunização.

“Mais uma vez é preciso chamar a atenção para a importância da vacinação como forma de prevenção da gripe e de muitas outras doenças. A equipe da Autarquia Municipal de Saúde está mobilizada para atender a população e chegarmos ao fim da campanha com 90% de cobertura vacinal, mas gostaria ainda mais, sensibilizando as pessoas do público alvo para que possamos alcançar os 100%”, disse o prefeito Beto Preto ao participar no sábado de manhã de sábado da solenidade de lançamento do Dia D, na UBS Leopoldo Hartwig Júnior, na Vila Nova.

O setor de epidemiologia da AMS divulgou hoje (15) o percentual da vacinação dos grupos prioritários, contabilizando as mais de 3 mil pessoas que se vacinaram no último sábado. O balanço chama a atenção mais uma vez pelo baixo índice de cobertura das crianças e das gestantes, de 48,05% e 47,15%, respectivamente. “Faço um chamamento especial para este dois grupos prioritários. A vacina é importantíssima. Ela pode salvar vidas ao evitar a gripe e suas complicações. Pais, avós e responsáveis não deixem de vacinar suas crianças de até cinco anos incompletos”, conclamou o prefeito Beto Preto.

Por outro lado, os idosos provaram que estão cada vez menos resistentes à vacina e são responsáveis pela maior cobertura vacinal no município com 83,56%. Já foram vacinados 12.724 pessoas a partir de 60 anos, sendo que a meta é 15.227.

A vacina disponível no SUS protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no país: Influenza A (H1N1e H3N2) e influenza B. As doses estão disponíveis até 26 de maio, de segunda a sexta-feira, entre 8 e 16 horas, em todas as UBSs com sala de vacina. Apenas seis não contam com essa estrutura: UBS Julia Reczkowski, do Núcleo Habitacional Marcos Freire; UBS Rute Eugênia, do Jardim Vale Verde; UBS Philipe Weckewerth, no Jardim Milani; UBS Rodrigo Yoshi Tramontil, da Vila Apucaraninha;  UBS Joice Dias Piza, do Recanto do Lago; e UBS Calil João Miguel, Núcleo Habitacional Castelo Branco. 

A Escola da Gestante também começou a disponibilizar, na sexta-feira (12), vacina contra gripe para mulheres grávidas e puérperas que recebem atendimento no local. A medida foi adotada em resposta ao baixo índice de adesão deste grupo prioritário na campanha nacional de vacinação. A Escola da Gestante atende no momento cerca de 900 mulheres, com uma média de 60 atendimentos ao dia, de segunda a sexta-feira.

 

“Eficácia da vacina é comprovada”, diz Kaneta

O diretor presidente da Autarquia Municipal de Saúde (AMS), Roberto Kaneta, falou da importância da vacinação para erradicação e controle de doenças no mundo. “A primeira vacina foi descoberta há 220 anos e foi utilizada pela primeira vez, em 1796 contra a varíola. A sua eficácia pode ser comprovada tendo como exemplo essa doença, que hoje está erradicada no mundo”, argumentou Kaneta.

Para reforçar seu apelo para a população prioritária não deixar de vacinar, Roberto Kaneta faz um histórico das quatro pandemias que já ocorreram no mundo provocadas pelo vírus da influenza, o mesmo utilizado na composição da vacina para combater a gripe nos dias atuais.

A primeira pandemia, relata Kaneta, começou em 1918. Foi a da gripe espanhola (vírus H1N1) que matou 100 milhões de pessoas no mundo. A segunda (vírus H2N2) iniciou em 1957, com a mortalidade de 3 milhões de pessoas; a terceira (vírus H3N2) em 1968, com 1 milhão de mortes; a quarta (vírus H1N1), iniciou em 2009, provocando a morte de 2 mil pessoas no mundo.

“Esse histórico mostra o quanto a prevenção, com a utilização da vacina, significa na redução da mortalidade, seja através da erradicação de doença, a exemplo da varíola, e ainda no controle de muitas outras como a gripe, o sarampo e a poliomielite”, afirma Kaneta.

Balanço da campanha da vacinação contra gripe em Apucarana

 

Idosos – meta 15.227                                              vacinados 12.724 (83.56%)

Crianças – meta 7.459                                             vacinados 3.584 (48,05%)

Gestantes – meta 1.353                                           vacinados 638 (47,15%)

Trabalhadores da saúde – meta 1.983                   vacinados 1.514 (76,35%)

Puérperas – meta 222                                              vacinados 148 (66,67%)

Professores –                                                           vacinados 1.184

Portadores de doenças crônicas –                        vacinados 5.934

Fonte: AN Notícias com PM Apucarana

Galeria de Imagens