Carregando...

Alerta!

logo E ATENÇÃO APUCARANA! 1ª parada LGTB de Apucarana vai acontecer em Novembro diz organizadora - Notícias - AN Notícias E ATENÇÃO APUCARANA! 1ª parada LGTB de Apucarana vai acontecer em Novembro diz organizadora - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 16 de Novembro de 2019

SAIBA MAIS

Dia Internacional da Tolerância - Dia Contra o Tabaco - Dia de Santo Edmundo -
15/10/2019 06h49

E ATENÇÃO APUCARANA! 1ª parada LGTB de Apucarana vai acontecer em Novembro diz organizadoraOuça: LGBTs prometem público de até 10 mil pessoas

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
Em primeira mão o portal AN Notícias de Apucarana trás a informação exclusiva sobre a primeira parada LGBT de Apucarana. O jornalista Victor Hugo Magalhães foi procurado pela representante dos LGBTs de Apucarana e região para falar a respeito da primeira parada do movimento em Apucarana que deverá acontecer no dia 17 de Novembro de 2019 no centro de Apucarana.
 
A organizadora Renata Borges procurou o jornalista Victor Hugo Magalhães e por telefone contou como será o evento, que deve ser igual ao que aconteceu em Londrina neste final de semana, levando um público de mais de 10 mil pessoas no Zerão de Londrina.
 
Renata Borges que ajudou na organização de Londrina e até entrevistou o Prefeito de Londrina Marcelo Belinati, disse que o prefeito de Apucarana JR da Femac nem se quer aceitou falar com ela sobre o evento.
 
Renata disse que tentou protocolar na prefeitura de Apucarana vários pedidos para a liberação, mas não houve respostas, e agora resolver organizar o evento de Apucarana para Novembro, e haverás shows que devem começar a partir das 12 horas na Avenida Curitiba em frente ao Supermercados Cidade Canção, e descer a Avenida Curitiba até a Praça do Redondo em frente ao Shopping Centro Norte. Ela conseguiu o direito de fazer o ato em Apucarana através do artigo 5º da Constituição Federal que rege o seguinte:
Antes de avançar, todavia, conveniente transcrever o que dispõe o artigo 5º, inciso XVI, ao assegurar a liberdade de reunião:
 
“todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público, independentemente de autorização, desde que não frustrem outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local, sendo apenas exigido prévio aviso à autoridade competente”.
 
Ouça como foi a conversa de Renata Borges com Victor Hugo Magalhães do AN Notícias. Lembrando que procuramos nesta segunda-feira (14) o prefeito JR da Femac para se manifestar sobre o evento e o mesmo não quis gravar entrevista.
Fonte: AN Notícias

Galeria de Imagens