Carregando...

Alerta!

logo Em Mostra de Trabalhos, alunos do Colégio Agrícola inovam e criam canudinhos de bambu - Notícias - AN Notícias Em Mostra de Trabalhos, alunos do Colégio Agrícola inovam e criam canudinhos de bambu - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 19 de Junho de 2019

SAIBA MAIS

Dia do Vigilante - Dia do Cinema Brasileiro -
07/06/2019 01h03

Em Mostra de Trabalhos, alunos do Colégio Agrícola inovam e criam canudinhos de bambuA iniciativa vem de encontro a Lei Municipal proibindo a utilização de canudos plásticos

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

Na data em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente (05/06), o Colégio Estadual Agrícola Manoel Ribas de Apucarana, realizou a Mostra de Trabalhos do Curso Técnico em Meio Ambiente. Entre os trabalhos desenvolvidos pelos alunos, Giovanna Fernandes e Matheus Martim Luís, do 3º ano, apresentaram o “Canudo Sustentável”.

O projeto partiu da recente discussão sobre os canudos plásticos e os problemas que o mesmo que vem causando principalmente ao meio ambiente e a vida marinha.

Giovanna explica que através de um documentário constataram o mal que o “plástico, hoje um dos maiores vilões do mundo pode causar a natureza, a vida marinha e ao nosso planeta. Tendo em vista todos esses problemas, optamos por esse trabalho. Existem alternativas simples a serem substituídas por canudos biodegradáveis”, disse a aluna. “Basta força de vontade e principalmente querer mudar e ajudar a natureza e meio ambiente, o mundo que vivemos”.

LEI MUNICIPAL FOI INSPIRAÇÃO

Ela lembra que para o trabalho houve muita preparação e empenho, até chegarem na confecção do canudo de bambu. “Enquanto fazíamos a pesquisa, os estudos, foi aprovada a Lei Municipal, aqui na Câmara de Apucarana e nós nos inspiramos muito nos itens que constam na mesma. Ficamos felizes com a iniciativa e esperamos que a comunidade apucaranense passe a aderir e principalmente respeitar a Lei dos professores Molina e Edson”. Giovanna completou dizendo que as pessoas precisam se conscientizar e se educar ambientalmente. “Temos muitos tipos de canudos que podemos usar, que não seja o de plástico. São várias opções que o mercado oferece: biodegradáveis, bambu, metal, comestível. E ainda, não precisamos só de canudos, podemos usar os copos. Parabenizamos os vereadores pela aprovação do projeto”.

Para a confecção do canudo de bambu, sob a supervisão da professora e coordenadora do Curso Técnico em Meio Ambiente, Ana Carolina, os alunos Giovanna e Matheus, foram até um sítio, e lá iniciaram todo o processo. “Trouxemos o talo do bambu para o Colégio. Aqui começamos o nosso trabalho cortando o canudo no tamanho de 16 cm.  O bambu já é furado. Fervemos por 30 minutos para tirar uma solução pastosa e, ele está pronto para uso. Apresentamos a comunidade escolar e comunidade que veio nos visitar e tivemos aprovação de todos”, comemora.

A partir de agora, Giovanna e Matheus pretender levar a ideia da substituição e da Lei Municipal a todos os lugares. “Não pretendo parar. Meu próximo passo é a criação de um canudo comestível. Já estou trabalhando na criação e vai dar certo”, pontuou.

LEI MUNICIPAL

No dia 13 de maio o presidente do Legislativo, professor Luciano Molina, promulgou a Lei nº 48/2019, de sua autoria e do vereador Edson da Costa Freitas. Restaurantes, bares, padarias, mercados, quiosques, hotéis, ambulantes, estabelecimentos comerciais, clubes, salões de danças, eventos de qualquer espécie, inclusive estabelecimentos da administração pública municipal, a partir do dia 13 de agosto, só poderão fornecer aos seus clientes canudos em papel reciclável, material comestível, permanente ou biodegradável, embalados individualmente em envelopes hermeticamente fechados, feitos de material similar.

O descumprimento da medida acarretará em multa e, será aplicada em dobro a cada reincidência verificada. Segundo Molina, umas das medidas que colaboraram para a origem do projeto foi a questão ambiental. “ A proibição na distribuição de canudos plásticos é uma preocupação mundial. Várias cidades do Brasil e do mundo já adotaram essa prática e estão proibindo a comercialização e distribuição do canudo plástico. E agora vemos que a preocupação chegou aos jovens. Alunos do Colégio Agrícola criaram essa opção através do canudo de bambu e também apresentaram outros canudos alternativos à população. É uma questão ambiental de todos, é uma preocupação geral. Eles estão de parabéns, tanto pela iniciativa como pela preocupação e conscientização”, finalizou o presidente.

Mostra de Trabalhos

Outros trabalhos também foram apresentados na Mostra de trabalhos do Colégio Agrícola:

-  Análise da água (pH, turbidez, oxigênio dissolvido)

- Aquecedor solar com garrafa pet

- Árvore de ideias

- Biodiesel com óleo de cozinha usado 

- Brilha Alumínio 

- Cinema da dengue

- Compostagem

- Filtro de água por filtração forçada 

- Fossa séptica 

- Irrigação com barbantes

- Lixo eletrônico 

- Paver ecológico (pó de serra)

- Perfis do solo

- Reaproveitamento de pallets (móveis)

- Sabão com óleo de cozinha usado

 

CURSO TÉCNICO EM MEIO AMBIENTE

O curso é realizado gratuitamente pelo Colégio Estadual Agrícola Manoel Ribas e tem duração de 18 meses. O profissional Técnico em Meio Ambiente pode atuar na prestação de serviço de consultoria em órgãos públicos, empresas privadas, ONGs e órgãos que administram parques e reservas ambientais. O curso é reconhecido pelo MEC e o aluno, após formado, pode ter registro no CREA ou CRQ.

Os interessados, para mais informações sobre o curso, devem procurar a secretaria do colégio, localizado na Rua Marcílio Dias, 465

Fonte: AN notícias com CM Apucarana

Galeria de Imagens