Carregando...

Alerta!

logo Empresa catarinense começa implantar projeto de 16 aviários em Apucarana  - Notícias - AN Notícias Empresa catarinense começa implantar projeto de 16 aviários em Apucarana - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 11 de Agosto de 2020

SAIBA MAIS

Dia da Consciência Nacional - Dia da Pintura - Dia do Empregado - Dia do Garçom - Dia do Direito e do Advogado -
14/12/2019 06h10

Empresa catarinense começa implantar projeto de 16 aviários em Apucarana Empreendimento do Grupo Borges & Rossa foi visitado nesta sexta-feira pelo prefeito Junior da Femac

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

A empresa do setor de agronegócio Borges & Rossa, com matriz na cidade de Capinzal, em Santa Catarina, começou a implantar em Apucarana um empreendimento, com previsão inicial de R$ 20 milhões. Os empresários Alcides Borges, Humberto Toaldo Borges e Fernando Rossa atuam no segmento de avicultura de corte e apresentaram ao prefeito Junior da Femac e ao secretário de indústria e comércio, Édson Peres Estrope, o início das obras numa área de 32 alqueires no distrito de Caixa de São Pedro, em Apucarana.

O prefeito Junior da Femac revela que a prefeitura vem colaborando para a implantação do novo empreendimento do grupo Borges & Rossa no Município. “Ficamos contentes com a escolha de Apucarana para o investimento, pela sua logística estratégica e o seu clima mais apropriado”, comentou.

Na primeira etapa, com previsão de entrega para abril de 2020, serão implantados dezesseis aviários, com área de 45 mil metros quadrados e com capacidade para produção de 700 mil frangos a cada 42 dias. O projeto já está com toda a terraplanagem pronta e os aviários começam a ser levantados a partir de agora.

Numa segunda etapa, o grupo planeja ampliar para 1,2 milhões de frangos a cada 42 dias. Segundo os investidores, nas obras estão sendo gerados 40 empregos diretos. E a partir de abril serão 20 empregos na manutenção dos aviários.

O empresário Alcides Borges informa que mantém mais duas unidades em Capinzal-SC e Lapa-PR. Quanto à escolha de Apucarana para sediar a expansão da empresa, Alcides Borges reconheceu que a cidade dispõe de uma boa logística e clima adequado, além de assistência técnica especializada, oferta de ração, boa estrutura para escoamento da produção, entre outras vantagens no setor de avicultura de corte.

No encontro mantido com os empresários catarinenses, o prefeito Junior da Femac agradeceu pela escolha de Apucarana para expansão de seus negócios. “Estaremos à disposição para atender as necessidades do Grupo Borges & Rossa, em tudo o que estiver ao alcance da municipalidade, que está atuando com vigor para atração de novos empreendimentos e geração de empregos”, comentou Junior da Femac.

Ele lembrou que somente neste ano Apucarana atraiu um montante de R$ 170 milhões em investimentos empresarias. Junior citou a nova unidade industrial do Grupo Forquímica, com a Biofort – indústria e comércio de produtos agrícolas; o atacarejo do Grupo Verona, de Arapongas; e a nova unidade de produção da Indústria Workflex, que está fabricando as botas sete Léguas em Apucarana.

DARK HOUSE – O empresário Fernando Rossa, anunciou que com o avanço tecnológico na área avícola, um novo sistema de criação de frangos assegura o aumento da produção na avicultura industrial. “É o Dark House, que era de alto custo e pouco conhecido até a década de 90, mas agora está mais acessível e com resultados muito satisfatórios”, afirma.

Segundo ele, devido às vantagens do sistema, aumentou significativamente o interesse de avicultores, em relação aos custos e benefícios do Dark House, que garante uma produção avícola mais eficiente. Como o próprio nome indica, o Sistema Dark House consiste numa “casa escura” que impede a entrada de luz natural para o galpão.

Os lotes de frango nesse sistema são mantidos com luminosidade e temperatura controlada. Estes têm como maior benefício o menor gasto de energia com a manutenção dos frangos de corte.

Fonte: AN Notícias com PM Apucarana

Galeria de Imagens