Carregando...

Alerta!

logo Empresa de Apucarana vai levar o breaking às Olimpíadas de Paris - Notícias - AN Notícias Empresa de Apucarana vai levar o breaking às Olimpíadas de Paris - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 27 de Junho de 2022

SAIBA MAIS

Dia Mundial do Diabético - Dia da Bondade - Dia do Artista Lírico - Dia Nacional do Progresso -
08/11/2021 02h37

Empresa de Apucarana vai levar o breaking às Olimpíadas de ParisA Manos Caps é a patrocinadora do Conselho Nacional de Dança Desportiva (CNDD) e a principal incentivadora do breaking no País

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

O breaking, antes chamado de break dance, será modalidade olímpica a partir das Olimpíadas de Paris 2024. E uma empresa de Apucarana vai ajudar a levar os atletas brasileiros para a capital francesa. A Manos Caps é a patrocinadora do Conselho Nacional de Dança Desportiva (CNDD) e a principal incentivadora do breaking no País.

A marca da empresa já estará estampada no uniforme dos b-boys e b-girls da Seleção Brasileira, como são chamados os praticantes do breaking, no primeiro evento teste da modalidade nas Olimpíadas de Paris, que será realizado na capital francesa em 4 de dezembro.

Mais do que patrocinadora, a Manos Caps está encabeçando o movimento breaking no Brasil. A empresa, ligada ao movimento hip hop, organizou no último final de semana o 1º Congresso Brasileiro de Breaking, realizado em Maringá. O evento é uma preparação para o breaking como modalidade Olímpica a partir das Olimpíadas de Paris 2024.

Alisson Onilio Paganini, que trabalhou na organização do evento, explica que a competição reuniu 90 atletas de todo o País. No entanto, é o Norte do Paraná o endereço dos principais dançarinos. Maringá e também Apucarana são destaques na modalidade. “Apucarana tem pelo menos 12 b-boys e b-girls de alto nível”, diz.

Paganini explica que a partir de 2022 começam as seletivas para definir os representantes brasileiros em Paris em 2024. São cinco b-boys e cinco b-girls que representarão o país na capital francesa. Os melhores ranqueados nas seletivas vão fazer história, participando pela primeira vez do breaking nas olimpíadas.

Criado no Bronx, na cidade de Nova York, durante os anos 70, o breaking (ou break dance) é um estilo de dança de rua que faz parte da cultura do hip hop – nascido e praticado nas comunidades afro-americanas e latinas. Mais do que dança, o estilo também tem relevância social, política e cultural, funcionando como manifestação artística de resistência

Fonte: AN Notícias com 98 FM