Carregando...

Alerta!

logo Governador virá a Apucarana para entrega de estudo da Metrópole Norte do Paraná - Notícias - AN Notícias Governador virá a Apucarana para entrega de estudo da Metrópole Norte do Paraná - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 17 de Novembro de 2019

SAIBA MAIS

12/10/2019 11h08

Governador virá a Apucarana para entrega de estudo da Metrópole Norte do ParanáO estudo, em formato de livro, será entregue ao Governador Ratinho Junior, e aos prefeitos dos quinze municípios da Metrópole Norte do Paraná

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

Após um ano e meio de audiências públicas, discussões e oficinas preparatórias, diagnóstico e propostas, o Plano de Ação da Metrópole Norte do Paraná deve ser concluído nas próximas semanas. Está previsto para o dia 13 de novembro, no Cine Teatro Fênix, em Apucarana, a entrega do documento conclusivo, que aponta estratégias de desenvolvimento da macrorregião Norte composta por quinze cidades no eixo Londrina-Apucarana-Maringá.

O estudo, em formato de livro, será entregue ao Governador Ratinho Junior, e aos prefeitos dos quinze municípios da Metrópole Norte do Paraná. Após essa etapa, será composto um conselho de gestão da metrópole, com vagas para os prefeitos de Londrina, Apucarana e Maringá, mais três prefeitos dos demais municípios, dois representantes do Governo do Estado, um de movimentos sociais organizados e um do setor empresarial.

A partir daí, as diretrizes e sugestões de obras estruturantes serão avaliadas e podem ser viabilizadas com recursos oriundos do Banco Mundial, mediante parceria com o Governo do Paraná e os municípios. Nesta quinta-feira (10), uma nova audiência pública foi realizada no Senac (Jaboti), em Apucarana. Nela foram apresentados os principais pontos do plano de ação.

Entre as principais propostas elencadas estão o transporte de passageiros em composições ferroviárias (Trem Pé Vermelho), interligando os quinze municípios da região. Outro destaque é a criação de um ramal da Ferrovia Norte Sul, que irá passar próximo a Maringá, permitindo a ligação com as demais cidades do eixo. E ainda a possibilidade de implantação de um aeroporto de cargas na região.

Os detalhes do Plano de Ação foram apresentados a autoridades e lideranças de toda a região, por Cláudio Kruger, da Urbitec, empresa responsável pela elaboração do estudo. Segundo ele, ao longo de dezoito meses, foram promovidas oficinas com a participação de representantes de organismos da sociedade, como associações comerciais e de moradores, universidades, cooperativas de produção, financeiras e entidades organizadas para definir as prioridades para o desenvolvimento da região de forma integrada. “A base dos estudos foi a sustentabilidade em todos os níveis: infraestrutura urbana, ambiental, de mobilidade, logística e arranjos produtivos”, assinalou.

Ele explica que a elaboração do projeto teve cinco etapas, sendo que cada uma delas com oficinas participativas e uma audiência pública. “A primeira fase serviu para a definição do plano de trabalho e engajamento; na etapa seguinte tivemos a contextualização da região com definição das prioridades. Na terceira etapa forma elaborados cenários futuros e na quarta fase foi definido o plano de ação das prioridades”, informou, acrescentando que na quinta e última fase, será realizada uma grande audiência pública para discussão das conclusões do plano.

A elaboração do plano tem como objetivo geral traçar diretrizes e definir ações estratégicas de implementação para a organização, desenvolvimento sustentável e consolidação de uma ampla região composta por três regiões metropolitanas, a partir do seu núcleo formado por um corredor urbano e definido por uma linha de quinze cidades situadas ao longo das BR369 e BR376, a que se denominará Metrópole Paraná Norte.

Fonte: AN Notícias com PM Apucarana

Galeria de Imagens