Carregando...

Alerta!

logo Grupo Têxtil anuncia expansão, com mais R$ 19 milhões de investimento imediato - Notícias - AN Notícias Grupo Têxtil anuncia expansão, com mais R$ 19 milhões de investimento imediato - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 05 de Abril de 2020

SAIBA MAIS

Dia do Dactiloscopista - Dia de Santa Águeda - Dia do Saia do Armário - Dia do Ano-novo Budista e Dia de San Marino - Morte de George Jacques Danton - Dia de São Vicente Ferrer -
12/02/2020 09h50

Grupo Têxtil anuncia expansão, com mais R$ 19 milhões de investimento imediatoO empresário Eros Felipe confirmou o projeto ao prefeito Junior da Femac e seu secretariado, durante visita à indústria

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

Com investimento imediato de R$ 19 milhões, o Grupo Têxtil Apucarana irá ampliar a sua produção e abrir mais 30 postos de trabalho na sua planta, no Parque industrial Sul. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (12/02) pelos proprietários da empresa, em encontro com a imprensa e o prefeito de Apucarana, Junior da Femac, acompanhado de seu secretariado. Os valores serão aplicados na expansão da planta industrial localizada ao lado do Núcleo Habitacional Adriano Correia, às margens da BR-376, na saída para Curitiba.

O encontro dos empresários com o prefeito, secretários e imprensa ocorreu na sala de reuniões da planta industrial, onde estão localizadas duas empresas do grupo: a Paranatex Têxtil e a Indústria Têxtil Apucarana Ltda. O anúncio foi feito por Eros Felipe, Felipe Alexandre Felipe Neto e Vinícius Felipe, diretores-proprietários do grupo. O investimento que já está sendo feito, na ordem de R$ 19 milhões, é na expansão da Paranatex. “Estamos implantando um novo sistema de produção de fios, que permitirá a produção do tecido com stretch. Tínhamos que comprar o fio com um fornecedor e agora estamos montando uma fiação para fazer esse fio com stretch”, explica Eros Felipe, acrescentando que as máquinas são importadas do Japão, Itália, Alemanha, Espanha e Bélgica.

Conforme Eros, o grupo é único no Estado do Paraná a deter todas as fases do processo produtivo, desde a fiação e tecelagem até o acabamento final do tecido. “Depois de retirado o caroço, a Indústria Têxtil Apucarana recebe o algodão e produz o fio e o tecido. Já a Paranatex faz todo o acabamento, recebendo o tecido cru produzido aqui e fazendo o alvejamento, tingimento e estamparia”, explica, acrescentando que as duas empresas empregam atualmente 710 funcionários. “Com a expansão, vamos gerar mais 30 postos, somando 740 funcionários”, completa Eros.

Outro investimento será feito no setor imobilário, através da Imobiliária e Construtora Refúgio que também pertence ao grupo. De acordo com Felipe Alexandre Felipe Neto, somente em Apucarana o grupo já atuou na implantação de sete empreendimentos habitacionais. “Agora, com a modernização da Rua Nova Ucrânia, decidimos implantar um condomínio residencial numa área de 25 alqueires, que contará com mil lotes e com uma ampla área de lazer”, anuncia Felipe Neto, afirmando que esse investimento iniciará ainda neste ano e será executado em quatro etapas.

O prefeito de Apucarana, Junior da Femac, comemorou o plano de investimentos anunciado pelo Grupo Têxtil e afirma que o poder público exerce o papel de indutor do desenvolvimento. “Logo após a construção do viaduto do Núcleo Habitacional João Paulo, aquela região recebeu investimentos habitacionais. O mesmo está acontecendo agora na Rua Nova Ucrânia, onde estamos finalizando a modernização daquela via. Atenta a isso, o Grupo Têxtil decidiu fazer um grande investimento imobiliário naquela região”, avaliou Junior da Femac.

O prefeito destaca que a família Felipe tem uma bela trajetória de vida ligada à cidade e que decidiu manter e ampliar os negócios em Apucarana. “Todos os filhos do Eros, que inclusive cursou Economia na Fecea, nasceram aqui. Todos os conceitos em que a gente acredita, como trabalho, família e prosperidade, estão presentes no Grupo Têxtil. Tudo isso vem ao encontro desta fase especial que Apucarana está vivendo, uma cidade produtiva, de muito trabalho e desenvolvimento”, pontua Junior da Femac.

Segundo ele, o Grupo Têxtil, além do Brasil, comercializa seus produtos em diversos países, como Colômbia, Equador, Paraguai, Panamá, Costa Rica, México e Estados Unidos, entre outros. “Queremos agradecer pela decisão da família Felipe em continuar investindo em Apucarana, por acreditarem nesta cidade e por alimentarem o desejo de participar deste momento especial vivido por Apucarana”, reitera Junior da Femac.

Atualmente, as empresas produzem cerca de dois milhões de metros de tecidos por mês. Trabalhando basicamente com produtos 100% algodão, a área têxtil do grupo atende todos os segmentos do mercado confeccionista, abrangendo os setores de bonés, moda, uniformização, calçadista, decoração e fio retorcido.

Além dos investimentos em Apucarana, o Grupo Têxtil também pretende apostar nas lojas. Atualmente já existem unidades em São Paulo, Curitiba, Londrina, Apucarana, Maringá e Paraguai. A próxima será instalada daqui a dois meses em Goiânia e a intenção é abrir duas lojas por ano em cidades que são polo de confecções.

Na visita a Indústria Têxtil o prefeito Junior da Femac esteve acompanhado de seus secretários e dos vereadores Mauro Bertoli e Franciley Godoi (Poim).

Nova unidade de tecido jeans será instalada em Apucarana

O maior investimento do Grupo Têxtil Apucarana, com valor estimado de 100 milhões de dólares – equivalentes a R$ 440 milhões -, está projetado a médio e longo prazo para Apucarana. Será uma indústria de tecido jeans, cujo projeto estava inicialmente planejado para ser instalado no Paraguai. “Chegamos a adquirir no país vizinho um terreno para produzir o tecido jeans. Contudo, acabamos desistindo dessa idéia. Eu nasci nesta cidade, todos meus filhos também nasceram aqui e Apucarana está no nosso coração. Acreditamos que o Brasil entrará em outra fase e as coisas vão mudar. Por isso, decidimos fazer o investimento da planta de tecido jeans em Apucarana, onde precisaremos de uma grande área para fazer a instalação”, comentou o empresário Eros Felipe, anunciando que o investimento será feito em quatro etapas, sendo que em cada uma delas serão aplicados 25 milhões de dólares.

“O prefeito Junior da Femac está dando continuidade nas ações que o Beto Preto começou, incrementando e criando coisas novas. Apucarana precisa disso, pois já passou por administrações péssimas e hoje a gente vive um bom momento. A gente sente isso na cidade, nas pessoas. Apucarana não enfrenta, por exemplo, o problema do desemprego e nós aqui estamos com essa situação agora com a abertura de novos postos de trabalho. Com a expansão, iremos contratar de imediato mais 30 pessoas”, comentou o empresário Eros Felipe.

Fonte: AN Notícias com PM Apucarana

Galeria de Imagens