Carregando...

Alerta!

logo Homem é acusado de cometer diversos crimes contra a própria esposa em Apucarana - Notícias - AN Notícias Homem é acusado de cometer diversos crimes contra a própria esposa em Apucarana - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 19 de Setembro de 2018

SAIBA MAIS

Semana do Trânsito - Dia da Escola Bíblica - Dia do Ortopedista - Dia de São Januário - Dia do Comprador -
28/02/2018 06h03

Homem é acusado de cometer diversos crimes contra a própria esposa em ApucaranaO homem é acusado também de tentativa de abordo; ele pagou fiança e foi solto nesta quarta-feira (28)

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

Um homem de 31 anos foi preso em Apucarana no Núcleo João Paulo acusado de maltratar a própria esposa. Segundo as investigações ele praticou todos os tipos de violência doméstica contra a mulher.

De acordo com a Delegada Luana Lopes, a vítima quando foi morar com ele em 2017 era virgem, e foi obrigada a manter relações anais com ele.

A vítima contou também que foi forçada a inserir objetos na vagina, no anus e que ele filmava tudo. “Ele conseguiu cometer todos os tipos de violência doméstica e familiar que a lei Maria da penha prevê,” afirma a Delegada.

A mulher trabalhava e todo dinheiro era entregue ao marido, se não, ela apanhava. Depois ela deixou o emprego.

A delegada contou que ela era ameaçada de morte todos os dias, que ele a menosprezava, chamava de lixo e a ofendia com diversos palavrões.

“Quando ela chegou na delegacia ela estava com um corte na cabeça decorrente de um empurrão que sofreu e acertou a parede, ele também bateu nela com uma escumadeira, mesmo grávida de 4 meses,” destaca Luana.

O homem é acusado também de tentativa de abordo, segundo a delegada, ele esmurrava a barriga da esposa, e a obrigava a tomar chás que seriam abortivos, mas a mulher não perdeu o bebê.

“Ela encontra-se em proteção, nem eu sei onde ela está. A situação é tão crítica que ela não podia ficar nem com os familiares dela,” ressalta a delegada.

Mesmo estando em proteção, o acusado foi atrás da família dela para saber o paradeiro da esposa. “Ele não desistiu e não vai desistir, você conversa com ele até parece que é uma pessoa muito digna, mas nós que lidamos com isso diariamente sabemos como funciona. O agressor de violência doméstica ele faz tudo pelas costas, a vítima pelo fato de ter pavor muitas vezes não consegue relatar o que está acontecendo,” disse Luana.

A delegada informou que a vítima sofre da Síndrome de Estocolmo, ou seja, ao mesmo tempo que ela teme e sente pavor, ela é apaixonada pelo agressor. “Ele tem um controle mental tão grande sobre ela, que ela infelizmente, ainda gosta dele, mesmo diante de todas as atrocidades que ele fez pra ela, ela ainda gosta dele,” conta a delegada.

A delegada ainda esclarece que nenhuma mulher, mesmo que casada é obrigada a manter uma relação sexual. “O que devemos deixar bem claro é que não é por que a pessoa tem um relacionamento amoroso que ela é obrigada a fazer sexo. Para o sexo é preciso ter consentimento de ambas as partes,” conclui.

O delegado José Aparecido Jacovós, disse que o homem já havia sido autuado em flagrante por violência doméstica . Mas pagou  fiança no valor de  R$ 3 mil e foi liberado.

O suspeito nega as acusações, ele se diz evangélico e trabalhava numa empresa de alarmes.

Fonte: AN Notícias com 98 FM

Galeria de Imagens