Carregando...

Alerta!

logo Obra da prefeitura e Senac onde fica mina do Rio Pirapó gera polêmica em Apucarana - Notícias - AN Notícias Obra da prefeitura e Senac onde fica mina do Rio Pirapó gera polêmica em Apucarana - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 21 de Outubro de 2020

SAIBA MAIS

Dia do Contato Publicitário - Dia de Santa Úrsula - Dia Nacional da Somália -
21/09/2019 10h03

Obra da prefeitura e Senac onde fica mina do Rio Pirapó gera polêmica em ApucaranaProprietária de mina dispara, “ao invés de Praça, por que a Prefeitura e o Sesc não fazem um Hospital?”

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
R$1.033.000,00 esse é o valor que o Sistema Fecomércio em conjunto com a Prefeitura de Apucarana estará gastando na obra da Praça da Nascente do Rio Pirapó em frente a UPA de Apucarana na Rua Clotário Portugal, na divisa com o terreno onde supostamente segundo a proprietária Rosana Fukomoto nasce o poço do Rio Pirapó.
 
A tal obra que está acontecendo há quase 30 dias, vem tirando o sono da família Fukumoto que está revoltada com a administração JR da Femac (PDT), que visitou a obra nesta quarta-feira (19) e acabou vendo duas manilhas feitas pela prefeitura de Apucarana na divisa do terreno dos Fukumoto quebradas.
 
A situação ganhou mais polêmica, quando a proprietária resolveu ir para a Imprensa falar que a Prefeitura de Apucarana não quer pagar os valores corretos dos terrenos onde ficam a nascente, e que JR da Femac fez uma proposta no mínimo cômica para a desapropriação do terreno, deixando os proprietários revoltados.
 
O terreno que estaria avaliado somente um deles em R$ 600 mil reais, a Prefeitura não quer pagar nem a metade. Para a proprietária Rosana Fukomoto “a Praça que está sendo construída é mais para tirar o foco hoje, pois lá na frente o Senac deve fazer outras coisas ali, e se apropriar da nascente ou poço como queiram”.
 
Segundo ela “a obra em frente a UPA deveria ser cancelada na justiça, pois anos ninguém pode fazer nem uma limpeza no terreno, e agora como o vice-governador é ex-presidente do sistema Fecomércio (SESC/SENAC), a promotoria libera a tal obra”.
 
Rosana Fukomoto disse que “ao invés de Praça, a Prefeitura de JR da Femac não constrói um Hospital ali naquele local, ou onde é a Própria UPA?”
 
Ouça a entrevista dela ao jornalista Victor Hugo Magalhães do AN Notícias que foi até a residência onde nasce a mina do Rio Pirapó.
Fonte: AN Notícias

Galeria de Imagens