Carregando...

Alerta!

logo Vereadores cumprem agenda em Curitiba pra resolver o caso do SAS - Notícias - AN Notícias Vereadores cumprem agenda em Curitiba pra resolver o caso do SAS - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 15 de Novembro de 2019

SAIBA MAIS

Dia da Proclamação da República - Dia do Jornaleiro - Dia de Santo Alberto Magno - Dia do Esporte Amador -
15/10/2019 09h11

Vereadores cumprem agenda em Curitiba pra resolver o caso do SASNa pauta: o Cense e o SAS, além de melhorias para Apucarana; diárias são de dois dias

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

O presidente da Câmara Municipal, professor Luciano Molina, acompanhado dos vereadores Gentil Pereira, Franciley Preto Godoi, Poim, Antonio Marques da Silva o Marcos da Vila Reis, Edson da Costa Freitas e a vereadora Márcia Sousa, cumprem nesta terça e quarta-feira (15 e 16/10), uma extensa agenda em Curitiba.

Na pauta reuniões com o secretário de Estado da Saúde, Dr. Beto Preto, Chefe da Casa Civil, Guto Silva, secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost e Coronel David Antônio Pancotti e com o deputado estadual, Dr. Jacovós.

Molina destacou que a construção do Cense – Centro Sócio Educativo, em Apucarana, será um dos assuntos principais a serem tratados nesta viagem. “Tenho uma agenda com Ney Leprevost, secretário da pasta. Neste encontro estarão presentes o Coronel Pancotti e o deputado estadual Dr. Jacovós, que está intercedendo para que o Cense volte a ser discutido. Nosso objetivo é trazer o Cense para Apucarana. Desde 2013 luto por essa causa e agora vamos dar andamento, novamente”, afirmou o presidente.

Segundo Molina, o menor infrator hoje, comete um ato, um delito e não tem o encaminhamento adequado. “Eles ficam, em média cinco dias à disposição da justiça e tem que ser colocado na rua, mesmo em atos mais graves e com o Cense, em nossa cidade, com certeza ele terá a punição que a justiça determinar”, explicou.

Em Apucarana, o Município já dispõe de terreno e projeto para a construção da unidade. O presidente levou ao secretário um dossiê com reportagens e outras informações que podem ajudar a dar andamento na implantação do Centro.

Em junho deste ano, o vereador Gentil Pereira destacou que oito em cada dez menores infratores com pedidos de internação como medida sócio educativa são colocados em liberdade em Apucarana por falta de vagas nos Censes da região. Outra informação apresentada pelo vereador é a de que, nos últimos 18 meses, a Vara da Criança e do Adolescente realizou 149 representações para internação de menores por crimes graves, mas apenas 30 foram efetivamente internados. Isso significa que, de cada dez pedidos em média, apenas dois são atendidos pelos Censes da região.

De acordo com a Secretaria de Estado da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, a construção do Cense em Apucarana encontra-se em processo licitatório. O terreno foi doado em 2013, quando a Secretaria da Família e Desenvolvimento Social confirmou a obra. Em 2015, o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) deu a concessão de licença prévia para implantação da unidade no município. Em 2017, a Secretaria da Justiça afirmou que o projeto sairia do papel no primeiro semestre de 2018, mas até hoje nada.

SAS

Ainda na pauta, os vereadores participam de reunião com a diretoria do SAS – Sistema de Assistência à Saúde. Neste encontro participam o secretário de Estado da Saúde, Dr. Beto Preto, além de representantes da Regional de Saúde de Apucarana e diretores do Hospital da Providência.

O vereador Marcos da Vila Reis detalhou que a intenção é conseguir uma mesorregião especial para Apucarana. “Nossa intenção é que todos os funcionários públicos possam ser atendidos, através do SAS, na nossa cidade, no nosso Hospital, evitando as idas para Londrina”, disse o vereador. Ele adiantou que neste encontro o Hospital da Providência já está levando a proposta para o SAS. “Pretendemos firmar um contrato para que Apucarana possa avançar nesta questão do SAS e atender novamente como atendeu no passado”, pontuou.

O SAS é um benefício concedido pelo Governo do Estado, sem qualquer contrapartida financeira do servidor, garantindo uma cobertura assistencial médico-ambulatorial e dependentes pensionistas.

Fonte: AN Notícias com CM Apucarana

Galeria de Imagens