Carregando...

Alerta!

logo Londrina e Arapongas vão ganhar novos equipamentos de radioterapia do Ministério da Saúde - Notícias - AN Notícias Londrina e Arapongas vão ganhar novos equipamentos de radioterapia do Ministério da Saúde - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 09 de Dezembro de 2021

SAIBA MAIS

Dia de Santa Leocádia - Aniversário de Maceió - Dia da Criança Defeituosa - Dia do Fonoaudiólogo e Dia do Cronista -
04/11/2013 05h57

Londrina e Arapongas vão ganhar novos equipamentos de radioterapia do Ministério da SaúdeArapongas foi contemplada pelo Ministério da Saúde no Governo Federal

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
Londrina e Arapongas vão receber novos aparelhos de radioterapia, usado para o tratamento de pessoas com câncer, do Ministério da Saúde. O governo federal concluiu nessa sexta-feira (1º) a compra de 80 novos aceleradores lineares que serão distribuídos em 63 municípios de 22 estados e do Distrito Federal. A perspectiva é que a aquisição aumente o número de sessões de radioterapia de 794 mil para R$ 1 milhão ao ano.


Em Londrina, a máquina vai servir para ampliar os serviços já fornecidos pelo Instituto do Câncer, enquanto em Arapongas deve inaugurar uma nova opção para pacientes do Hospital Regional João de Freitas. No Paraná ainda receberão os equipamentos os municípios de Campina Grande do Sul, Guarapuava, Curitiba e Campo Mourão.

"Nós sabemos que o Brasil tem uma grande demanda, até porque a previsão que nós temos é de um aumento anual dos números de casos de câncer. A projeção do INCA é que a gente venha ter 500 mil novos casos de câncer. Nós vimos que precisávamos expandir fortemente os serviços de radioterapia, atualizar os que já existem e expandir", colocou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

O edital finalizado nesta sexta-feira também prevê a instalação de uma fábrica no país, que produzirá equipamentos para abastecer o mercadonacional. "Já que estamos fazendo a maior compra de equipamentos de radioterapia que o mundo inteiro está vendo, exigimos que quem ganhasse o pregão construísse uma fábrica de aceleradores linear no Brasil. Queremos a transferência da tecnologia deste equipamento para pesquisadores brasileiros, para jovens brasileiros, para gerar emprego aqui neste país e informação tecnológica para nossos pesquisadores", destacou.

Fonte: Agência Brasil

Galeria de Imagens