Carregando...

Alerta!

logo Copiloto do jatinho de executivos do Bradesco e que morreu quatro tem  parentes em Borrazópolis  - Notícias - AN Notícias Copiloto do jatinho de executivos do Bradesco e que morreu quatro tem parentes em Borrazópolis - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 24 de Setembro de 2018

SAIBA MAIS

Nossa Senhora das Mercês - Dia do Coração - Início da Semana dos Bons Dentes -
12/11/2015 03h33

Copiloto do jatinho de executivos do Bradesco e que morreu quatro tem parentes em Borrazópolis O Copiloto que morreu no acidente aério que matou executivos do Bradesco era casado com uma jovem de Borrazópolis

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
A reportagem do Blog do Berimbau, levantou informações que o copiloto que morreu no acidente que matou executivos do Bradesco em Minas Gerais, notícia divulgada no dia 11 de novembro, de 2015, era casado com uma jovem de Borrazópolis. Ao certo, sua esposa era Cristiane Barros, que inclusive está grávida. Cristiane morou por mais de 10 anos em Borrazópolis, também por vários anos na zona rural de Novo Itacolomi.

Ela é filha de Manoel Paulino Neto, o conhecido “Neto”, de Borrazópolis, que trabalhou como motorista de caminhão da prefeitura. “Neto”, é casado com a Dalvani Vanderlei de Barros, que é irmã do Jeová Vanderlei de Barros, que reside nos transmissores da Rádio Nova Era. A família de Neto e “Galvani” como era conhecida, foram para São Paulo já há algum tempo, e lá Cristiane, a filha do casal, conheceu Francisco Henrique Tofoli Pinto, com quem se casou e moravam em Piracicaba, interior de São Paulo. Henrique Tofoli, era filho de piloto, e dedicou toda a vida para a aviação, assim como outras seis pessoas da família.

O mesmo acidente também causou a morte do vice-presidente do banco e presidente da Bradesco Seguros, Marco Antônio Rossi; do presidente do Bradesco Vida e Previdência, Lúcio Flávio de Oliveira, e do piloto Ivan Morenilla Vallim. O jato de pequeno porte decolou de Brasília no início noite de terça-feira (10) e caiu entre o distrito de Santo Antônio do Rio Verde, município de Catalão, no sudeste de Goiás, e a cidade de Guarda-Mor, em Minas Gerais, provocando uma cratera.
Fonte: AN Notícias com Berimbau

Galeria de Imagens