Carregando...

Alerta!

logo Empresa diz que piloto do avião desrespeitou plano de voo - Notícias - AN Notícias Empresa diz que piloto do avião desrespeitou plano de voo - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 19 de Dezembro de 2018

SAIBA MAIS

Dia do Atleta Profissional e Dia de São Nemésio -
01/12/2016 09h46

Empresa diz que piloto do avião desrespeitou plano de vooDivulgada última foto da delegação da Chapecoense antes de embarcar no avião que caiu na Colômbia

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
O avião da empresa Lamia que levava o elenco da Chapecoense para a Colômbia e caiu matando 71 pessoas na madrugada de terça-feira não cumpriu o plano de voo previamente estabelecido. Foi o que afirmou o CEO da empresa aérea, Gustavo Vargas, em entrevista ao diário boliviano Página Siete nesta quarta.

Vargas admitiu que "o avião deveria ter reabastecido em Bogotá" ao invés de seguir viagem para Medellín. Ao decidir por não parar na capital colombiana, o piloto Miguel Quiroga colocou em risco o nível de combustível da aeronave, o que causou a pane elétrica que gerou a tragédia em uma localização próxima a Medellín.

"O piloto é quem tomou a decisão de não pousar, porque pensou que tinha combustível suficiente", disse Vargas. "No plano de voo havia a opção de a aeronave parar em Cobija (na fronteira da Bolívia com o Brasil), mas logo se falou da opção de Bogotá para reabastecer. Temos que investigar o motivo do piloto ter decidido ir direto a Medellín", acrescentou.

Esta investigação está sendo realizada pelas autoridades colombianas e pela Aeronáutica Civil da Bolívia, país de onde saiu o voo que levaria o elenco e a comissão técnica da Chapecoense, junto de outros tripulantes, jornalistas e convidados da equipe para Medellín, onde ocorreria o jogo de ida da final da Copa Sul-Americana nesta quarta.

Fonte: AN Notícias com Terra