Carregando...

Alerta!

logo Helicóptero do Graer cai no distrito da Warta em tentativa de pouso - Notícias - AN Notícias Helicóptero do Graer cai no distrito da Warta em tentativa de pouso - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 24 de Setembro de 2018

SAIBA MAIS

Nossa Senhora das Mercês - Dia do Coração - Início da Semana dos Bons Dentes -
22/07/2015 09h18

Helicóptero do Graer cai no distrito da Warta em tentativa de pousoNão houve feridos no acidente, ocorrido às margens da PR-545, na zona Sul de Londrina

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
O helicóptero do Grupamento Aeropolicial - Resgate Aéreo (Graer) caiu nas proximidades do Aeroporto 14 Bis, no Distrito de Warta, por volta das 15 horas desta terça-feira (21/07).

De acordo com a administração do terminal, o acidente aconteceu durante um treinamento. O piloto teria perdido o controle da aeronave durante uma tentativa de pouso no local, mas ao errar a manobra, caiu na pista da PR-545. Um instrutor e um aluno estavam no helicóptero no momento do acidente. Até às 15h40,a Polícia Militar estava em atendimento no local para a retirada da aeronave.

O helicóptero caiu às margens da PR-545, no distrito da Warta (zona sul), enquanto tentava pousar no Aeroporto 14 Bis.

Pilotos de helicóptero do GRAER que se acidentou em Londrina são afastados

O Batalhão de Operações Aéreas (BPMOA), da Polícia Militar do Paraná, informa que não houve feridos no acidente ocorrido no Aeroporto 14 BIS, em Londrina (norte do Paraná), com o helicóptero Falcão 02, o qual estava com dois tripulantes (Comandante de Aeronave e co-piloto) no momento do fato, nesta terça-feira (21/07), por volta das 14h30. De acordo com informações do Comandante do BPMOA, tenente-coronel Adonis Nobor Furuushi, o treinamento estava previsto em Nota de Serviço e faz parte das atividades dos pilotos.

O Comandante da Aeronave que estava no helicóptero, que já foi instrutor na Força Nacional (na parte de aviação), é piloto desde 2007 e possui 2.500 horas/voo. Ele também é examinador credenciado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e, como instrutor, estava orientando um capitão, co-piloto, que também já possui 500 horas/voo e concluiu a formação de piloto pelo Exercito Brasileiro em 2012. O BPMOA ressalta, portanto, que os dois possuem proficiência em voo.

“O Comandante da Aeronave estava aplicando um exame de Recheque Tipo (revalidação de habilitação para aquele tipo de aeronave) ao co-piloto quando houve o acidente, que será investigado”, explica Adonis. Não houve necessidade de atendimento médico à tripulação, composta apenas pelos dois pilotos. “Num exame como este é recomendável tripulação mínima, por isso apenas os dois estavam na aeronave”, conta o tenente-coronel.

Imediatamente após os acidentes, todas as medidas recomendadas foram adotadas pelo BPMOA. O local foi isolado pela gerência de segurança do Seripa V (Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), pertencente ao Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes aeronáuticos), que vai iniciar uma investigação sobre o fato. Paralelamente, a PMPR também abre um Inquérito Técnico que vai apurar as circunstâncias do ocorrido.

“Até que o Seripa V libere os dois pilotos ficam afastados de atividades de voos e devem passar por exames médicos e psicológicos e outros testes”, relata Adonis. A aeronave, que tem 23 anos, possui seguro obrigatório e teve sérias avarias, as quais serão avaliadas posteriormente.

Fonte: AN Noticias com Jornal de Londrina

Galeria de Imagens