Carregando...

Alerta!

logo Brasileiros gastam mais em salão de beleza do que em alimentação e educação, aponta Fecomércio SP - Notícias - AN Notícias Brasileiros gastam mais em salão de beleza do que em alimentação e educação, aponta Fecomércio SP - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 25 de Setembro de 2018

SAIBA MAIS

Dia do Rádio e da Radiodifusão - Dia da Tia Solteirona - Dia de Santa Aurélia - Dia do Auditor da Justiça Desportiva -
04/08/2015 10h04

Brasileiros gastam mais em salão de beleza do que em alimentação e educação, aponta Fecomércio SPLevantamento de instituição mostra que classe C lidera investimentos em cabeleireiros

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
As famílias brasileiras gastam anualmente R$ 20,3 bilhões com serviços de cabeleireiros, manicure e pedicure, aponta levantamento feito pela Fecomércio SP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo).

Comparando com outras despesas, o valor é superior ao montante anual das famílias com alimentos básicos como aves e ovos, que é de R$ 19,86 bilhões, aponta a FecomercioSP. Os gastos com cabeleireiros também são 18% superiores às despesas com cursos regulares de educação (da pré-escola ao segundo grau) que são de R$ 17,24 bilhões.

As informações, segundo a instituição, foram estimadas com base na POF (Pesquisa de Orçamento Familiares), do IBGE. Os dados consideram os serviços de barbeiro, cabeleireiro, barba e corte de cabelo, além dos serviços de manicure e pedicure.

O maior volume de consumo está na classe C, com R$ 11,8 bilhões, mais da metade do total.

Considerando o gasto de cada família individualmente, porém, a classe A gasta mais. Enquanto o consumo por família da classe C é de R$ 369,27 por ano, as famílias que estão no topo da pirâmide econômica gastam anualmente R$ 1.310,38.

O gasto por família da classe A é, segundo o levantamento, 15,6 vezes maior do que a despesa média da classe E (R$ 83,95).

Só no Estado de São Paulo, diz a Fecomércio SP, o total dos gastos estimados com cabeleireiros é de R$ 6,26 bilhões, o que representa 31% das despesas das famílias em todo o País.

As  classes D e E investem na aquisição de imóveis R$ 3,11 bilhões, bem menos do que o investido em cabeleireiro pela classe C e praticamente a mesma quantia gasta pela classe A, a segunda fatia da população que mais investe em salões de beleza (R$ 3 bilhões).
Fonte: AN Notícias com R7