Carregando...

Alerta!

logo Colégio Rosa Delúcia Calsavara reúne comunidade para prestar esclarecimentos após morte de garoto - Notícias - AN Notícias Colégio Rosa Delúcia Calsavara reúne comunidade para prestar esclarecimentos após morte de garoto - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 20 de Maio de 2018

SAIBA MAIS

Dia do Comissário de Menores - Aniversário de Palmas e Dia do Otimismo -
23/03/2017 09h26

Colégio Rosa Delúcia Calsavara reúne comunidade para prestar esclarecimentos após morte de garotoAulas voltarão ao normal no CERDEC hoje em Cambira

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
O diretor Everaldo abriu a reunião explicando que na noite do fato não deu entrevista à imprensa, devido ser essa a orientação do Núcleo, quando algo dessa proporção acontece. Criticou alguns profissionais da mídia que equivocadamente não divulgaram o caso como realmente aconteceu e também algumas pessoas que têm postado inverdades nas redes sociais.

Como aconteceu – Segundo Everaldo tudo estava dentro da mais absoluta normalidade, até que no início da primeira aula, a professora que se encontrava na sala onde estudavam Evandro e Rafael, ao fazer a chamada notou que ambos não estavam presentes. Colegas comentaram que os dois, momentos antes estavam no pátio do Colégio e alguns alunos afirmaram ter visto Evandro lavando uma faca suja de sangue no bebedouro.

A aula seguiu normal e avisado, o diretor saiu a procurar pelo pátio quando encontrou sangue em determinado local. Everaldo então chamou o professor Edvaldo para acompanhá-lo. Foi quando Rafael foi encontrado caído e já sem vida.

O que foi feito – Imediatamente foi acionado o SAMU, a Polícia Militar e feita a comunicação do fato ao Núcleo que imediatamente mandou um representante (Jamao). Ainda por telefone um profissional do SAMU passou algumas instruções, mas nada mais poderia ser feito. Portanto não houve nenhum tipo de negligência.

Procedimento – Enquanto a equipe do diretor Everaldo e a Polícia Militar tomavam as providências necessárias, os alunos continuaram na sala de aula sem serem informados da morte do colega, apenas foram avisados de que algo muito grave estava acontecendo e dessa forma foram dispensados, sala por sala, saindo pelo portão da secretaria.

Durante esse período os estudantes não puderam pegar celulares e quando alguém precisava ir ao banheiro, era feito com acompanhamento para ir e vir.

Família – Everaldo ainda explicou que a família não foi avisada no momento a pedido da Polícia, para que fosse preservado o local do crime e também que a mãe, ou demais familiares, não vissem cena tão chocante.

Medidas: O diretor tranquilizou os pais e alunos presentes, explicando que o acontecido é algo que jamais alguém poderia imaginar, e como aconteceu no Colégio, poderia ter sido em qualquer outro lugar, ainda mais que os dois alunos sempre eram vistos juntos, inclusive naquela noite chegaram juntos a Escola.

Everaldo afirmou ainda que algumas medidas serão tomadas, como: fechar algumas alas durante a noite, colocar as três turmas em salas próximas, cortar o acesso a sala ambiente no período noturno, as refeições serão servidas antes do início das aulas e outras medidas que possam trazer maior segurança. Segundo o diretor toda a equipe está empenhada em buscar soluções.
 

Em seguida o diretor, professores e representantes do núcleo responderam algumas perguntas e ouviram sugestões feitas pelos pais, onde foi explicado que não é permitida revista em bolsas de alunos. Foi pedido aos pais que acompanhem da melhor maneira possível a vida escolar de seus filhos, olhando bolsa, material, que estejam por dentro do que eles acessam na internet ou postam em redes sociais.

Ganhou destaque a colocação de um pai que disse que a sociedade tem que assumir mais responsabilidades com os filhos, pois grande parte das famílias está passando essa função para professores, polícia e conselho tutelar.


Também usaram da palavra o Presidente da Câmara de vereadores Toninho Genovez, a vereadora Elenice e o prefeito Toledo. Ambos citaram da qualidade do Colégio Rosa Delúcia Calsavara e da credibilidade que tem os profissionais que lá trabalham. Também pediram que os pais fiquem atentos com os filhos em relação ao uso Internet.

O prefeito afirmou que no quesito segurança, o município tem evoluído com aumento do efetivo policial, as rondas e abordagem aumentaram os casos de furtos e roubos diminuíram mas que é necessário mais, como por exemplo, ativar o Conseg (Conselho de Segurança). Toledo garantiu também que vai fazer melhorias na iluminação em frente o Colégio CERDEC.
 

A vereadora Elenice disse em suas palavras, que os pais tem dificuldades em lidar com os filhos em relação a Internet, que grande maioria não sabe como discutir o assunto e sugeriu que se debata sobre isso em reuniões da associação de pais mestres e funcionários (APMF), se prontificando a colaborar e a estar presente.

Ao final o diretor comunicou que a partir de amanhã quinta-feira (23) as aulas voltarão ao normal no CERDEC.

 

Fonte: AN Notícias com Cambira Notícias

Galeria de Imagens