Carregando...

Alerta!

logo Justiça veta interdição de presidente da Band após pedido das irmãs Saad  - Notícias - AN Notícias Justiça veta interdição de presidente da Band após pedido das irmãs Saad - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 24 de Abril de 2019

SAIBA MAIS

Dia do Chimarrão e Churrasco - Dia de S. Fidelis - Dia do Agente de Viagem - Dia do Operador de Triagem e Dia do Boi -
06/02/2019 02h51

Justiça veta interdição de presidente da Band após pedido das irmãs Saad O juiz ainda criticou as irmãs, autoras do processo, por sua “inércia”

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

A crise no Grupo Bandeirantes de Comunicação vai muito além da baixa audiência do canal de televisão. O presidente João Carlos Saad, conhecido como Johnny Saad, está em uma briga judicial com suas irmãs Márcia de Barros Saad e Maria Leonor Saad, herdeiras do grupo. As informações são do site NaTelinha.

De acordo com o site, as irmãs Saad tiveram um pedido de interdição de Johnny negado pela 2ª Vara Empresarial e Conflitos de Arbitragem de Tribunal de Justiça de São Paulo. Essa foi a quinta tentativa das irmãs de conseguirem uma liminar, todas sem sucesso. Na decisão, o juiz disse que a melhor solução para o caso seria em uma corte arbitral.

O juiz ainda criticou as irmãs, autoras do processo, por sua “inércia”. Elas ainda tentavam invalidar a participação de Johnny nas reuniões do conselho administrativo do grupo, marcadas para terça-feira (5) e quinta-feira (7). O presidente, no entanto, conseguiu se manter nas reuniões, além do direito de votar e ser votado.

A decisão de Márcia e Maria expõe a briga da família Saad nos bastidores. De acordo com informações, as dívidas do Grupo Bandeirantes estão na casa dos R$ 1,2 bilhão. Johnny, no cargo desde 1999, é criticado por ter uma gestão familiar e nada profissional da Band.

Fonte: AN Notícias com MSN Brasil