Carregando...

Alerta!

logo Bolsonaro e Moro visitam Curitiba e encaram protesto contra cortes na educação - Notícias - AN Notícias Bolsonaro e Moro visitam Curitiba e encaram protesto contra cortes na educação - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 22 de Julho de 2019

SAIBA MAIS

Início da Semana da Agricultura - Dia Nacional do Podólogo - Dia de Sta. Maria Madalena -
10/05/2019 04h35

Bolsonaro e Moro visitam Curitiba e encaram protesto contra cortes na educaçãoO presidente Jair Bolsonaro esteve em Curitiba na tarde desta sexta-feira (10)

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

O presidente Jair Bolsonaro esteve em Curitiba na tarde desta sexta-feira (10). O evento no Facebook “Bolsonaro em Curitiba não é bem vindo” ganhou força ontem (9), véspera da visita do político à capital paranaense.

São 2,5 mil pessoas confirmadas e 5,6 mil interessadas em participar do protesto contra o governo federal. Entre os manifestos, estão os recentes cortes na educação – na Universidade Federal do Paraná serão retirados R$ 48 milhões – e a reforma da Previdência.

Entre outras figuras do atual governo, Bolsonaro estará acompanhado por Sergio Moro, ministro de Justiça e Segurança Pública.

Os dois são esperados nesta sexta-feira (10), às 16h, no Palácio Iguaçu, pelo governador do Paraná, Ratinho Júnior (PSD), que ainda receberá os governadores de Santa Catarina, Comandante Moisés (PSL), e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB).

 

Todos devem firmar um contrato de cooperação técnica com o governo federal para o funcionamento do Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública da Região Sul (CIISP-Sul). 

A partir das 16h, haverá bloqueio no trânsito na Rua Deputado Mário de Barros, entre a rotatória com a Marechal Hermes até a Conselheiro Raul Viana. A Setran vai orientar o trânsito na região.

Após corte de verbas, alunos criam página para compartilhar ‘balbúrdia’ na UFPR

AGENDA NO PARANÁ

Durante a manhã, Jair Bolsonaro é esperado em Foz do Iguaçu. Às 13h, ele e o presidente paraguaio Mario Abdo Benítez vão participar do lançamento da pedra fundamental da segunda ponte entre Brasil e Paraguai.

Ela será construída no Rio Paraná, entre a cidade paranaense e Presidente Franco, cidade paraguaia vizinha à Cidade do Leste, onde fica a Ponte de Amizade.

É a segunda vez que o presidente estará no Oeste de Paraná neste ano. No final de fevereiro, ele participou da solenidade de posse do novo diretor-geral brasileiro da Itaipu, Joaquim Silva e Luna.

SEGUNDO PROTESTO CONTRA O GOVERNO 

Caso aconteça, esse será o segundo protesto contra o atual governo federal. No final de abril, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, sofreu com uma manifestação em Curitiba.

Ele teve que transferir seu pronunciamento sobre o lançamento do Programa Lixão Zero. A fala estava programada para às 11h da manhã, mas acabou acontecendo no período da tarde, na sede do governo estadual.

Na época, o Salles sofreu pelo corte de 24% do orçamento anual previsto para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Com R$ 89,9 milhões a menos, o corte vai atingir até o Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), responsável por fiscalizar unidades de conversação florestal no Brasil.

Fonte: AN Notícias com PR UOL

Galeria de Imagens