Carregando...

Alerta!

logo Fortuna da família Trajano cresce R$ 6 bilhões com anúncio de aquisição e follow-on - Notícias - AN Notícias Fortuna da família Trajano cresce R$ 6 bilhões com anúncio de aquisição e follow-on - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 16 de Setembro de 2021

SAIBA MAIS

Dia de São Cipriano - Dia Internacional da Paz - Dia de São Cornélio - Dia da Preservação da Camada de Ozônio -
17/07/2021 06h30

Fortuna da família Trajano cresce R$ 6 bilhões com anúncio de aquisição e follow-onPatrimônio da bilionária Luiza Helena Trajano aumentou em US$ 181 milhões nas últimas 24 horas

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

O Magazine Luiza ocupou os destaques corporativos desta quinta-feira (15), após anunciar a aquisição do e-commerce Kabum! por R$ 1 bilhão (e transferência de ações) e uma oferta restrita de 150 milhões de ações, que pode movimentar até R$ 4,5 bilhões. Capital que, segundo a companhia, deverá ser utilizado para sua expansão logística, investimentos em tecnologia e aquisições estratégicas.

Mas a movimentação impactou também o patrimônio dos controladores da gigante do varejo brasileiro: as ações da Magalu (MGLU3) encerram o dia com alta de 3,45%, negociadas em R$ 23,72 por papel, aumentando a fortuna da família Trajano em aproximadamente US$ 1,2 bilhão em 24 horas, segundo o ranking em tempo real da Forbes. Considerando a cotação do dólar no fechamento de hoje (R$ 5,1157), o acréscimo no patrimônio dos controladores é próximo de R$ 6 bilhões.

Uma das principais acionistas da empresa, Luiza Helena Trajano, tem fortuna agora estimada em US$ 5,6 bilhões, seguido por Franco Bittar Garcia, sobrinho de Luiza, que possui patrimônio de US$ 3,7 bilhões, um crescimento de US$ 130 milhões apenas hoje.

Outros parentes bilionários da empresária, como Gisele Trajano, Fernando Trajano, Flavia Bittar Garcia e Fabricio Garcia também viram sua fortuna crescer hoje. Ao todo, a fortuna da família é estimada em cerca de US$ 17 bilhões pela Forbes.

Atualmente, a família possui 58% dos negócios da Magazine Luiza, enquanto 1% das ações estão em tesouraria e 41% em circulação. Segundo prospecto divulgado hoje ao mercado, a nova emissão de ações deve diluir a participação dos controladores, que não poderão exercer direito de preferência durante a emissão. A precificação da oferta está marcada para o dia 22 de julho.

Galeria de Imagens