Carregando...

Alerta!

logo Sete disciplinas que deputados querem incluir no currículo obrigatório - Notícias - AN Notícias Sete disciplinas que deputados querem incluir no currículo obrigatório - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 18 de Outubro de 2018

SAIBA MAIS

Dia do Médico - Dia de São Lucas - Dia do Pintor - Dia do Estivador e Dia do Corretor de Seguros -
02/07/2017 11h31

Sete disciplinas que deputados querem incluir no currículo obrigatórioHistória cigana, educação para o trânsito e línguas indígenas estão na lista

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

O Brasil está nos últimos lugares dos rankings internacionais de ciências, matemática e línguas. Mas alguns parlamentares pretendem que a já combalida escola brasileira dê conta de outros temas.

Uma rápida visita ao site da Câmara dos Deputados é capaz de revelar quantos projetos de lei do tipo foram apresentados nos últimos anos por deputados. A tentação de usar o cargo para alterar o currículo nacional parece muito grande, por isso separamos alguns dos projetos mais curiosos. 

1 – Línguas indígenas

texto do deputado Padre Ton (PT-RO) prevê a inclusão obrigatória de “rudimentos do tronco linguístico dos povos indígenas majoritários” no currículo escolar. Se o projeto do novo Policarpo Quaresma fosse aprovado, faltariam especialistas em tupi-guarani Brasil afora. 

2 – História cigana 

Helder Salomão (PT-ES) quer incluir “História e Cultura Cigana” no currículo oficial da rede de ensino. Para ele, “a cultura cigana sempre foi desconsiderada e desrespeitada”. O parlamentar acredita que “retirá-los da invisibilidade proporcionará um terreno mais fértil para a construção de políticas públicas de promoção dos direitos humanos para os povos ciganos”.

3 – Ética no uso das tecnologias 

O  deputado Vicentinho Júnior (PR-TO) pretende incluir o ensino de “ética, equilíbrio e habilidades no uso de tecnologias” – seja lá o que isto possa significar – como parte das diretrizes dos conteúdos curriculares da educação básica. 

4 – Educação para o trânsito 

projeto apresentado por João Caldas (SD-AL) obriga escolas de ensino básico e médio a adotarem a disciplina. A matéria, aparentemente fundamental para o desenvolvimento do país, ocuparia no mínimo uma hora e 40 minutos por semana e incluiria noções de primeiros socorros. 

5 – Educação alimentar 

A ideia de Bruno Rodrigues (PSDB-PE) teria incluído no currículo “noções de educação alimentar e nutricional”. A medida é uma necessidade “premente”, argumentou ele, sem sucesso: a proposta acabou rejeitada.

6 – Direitos Humanos

Enio Bacci (PDT-RS) apresentou um projeto para incluir a disciplina “Direitos Humanos” a partir do ensino básico, em todas as escolas públicas. Curiosamente, projeto não detalha o conteúdo a ser ensinado em sala.

7 – Noções de Defesa Civil 

projeto de Jerônimo Goergen (PP-RS) tem entre seus objetivos “incentivar a participação nas questões comunitárias, no sentido de promover a defesa comunitária”. 

Fonte: AN Notícias com Gazeta do Povo