Carregando...

Alerta!

logo Manifestações discriminatórias e separatistas surgem nas redes - Notícias - AN Notícias Manifestações discriminatórias e separatistas surgem nas redes - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 17 de Agosto de 2018

SAIBA MAIS

Dia do Patrimônio Histórico - Dia de Vulcano - Dia do Amor - Dia do Porco - Dia Municipal do Camelô -
27/10/2014 10h13

Manifestações discriminatórias e separatistas surgem nas redesElas começaram após da eleição da Dilma, mas podem ser denunciadas ao MPF

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

A medida que a vitória de Dilma Roussef (PT) na eleição para presidente ia se desenhando na apuração, manifestações discriminatórias contra nordestinos apareciam nas redes sociais, principalmente no Twitter e no Facebook.  O que pouca gente sabe é que tais manifestações podem ser denunciadas. Basta preencher um formulário do site do Ministério Público Federal. Outra forma de registrar o cirme é pelo site da ONG SaferNet, que defende os direitos humanos na internet.

Em 2012, a estudante de direito Mayara Petruso foi denunciada pelo MPF por crime de discriminação ou preconceito de procedência nacional (art. 20 da Lei nº 7.716/89). A Justiça determinou que ela ficasse presa por um ano e cinco meses, mas a pena foi convertida em serviços comunitários e multa.

Separatistas — Também proliferaram manifestações separatistas, propondo a separação do Sul do país, usando os números de votos, já que os estados do Sul apresentaram um alto índice de votos do tucano Aécio Neves. Várias comunidades separatistas foram criadas a partir do resultado da eleição.

Fonte: AN Notícias com Bem Paraná

Galeria de Imagens