Carregando...

Alerta!

logo Gazeta desmente Fruet e diz que prefeito recebeu dinheiro do caixa dois  - Notícias - AN Notícias Gazeta desmente Fruet e diz que prefeito recebeu dinheiro do caixa dois - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 25 de Fevereiro de 2018

SAIBA MAIS

Dia do Ministério das Comunicações - Dia da Pátria no Kwait e Dia de São Cesário -
12/09/2016 04h00

Gazeta desmente Fruet e diz que prefeito recebeu dinheiro do caixa dois Gustavo Fruet (PDT) afirmou em debate na Gazeta do Povo que não recebeu nenhum dinheiro da Odebrecht

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

Nesta segunda-feira, 12, o prefeito Gustavo Fruet (PDT) afirmou em debate na Gazeta do Povo que não recebeu nenhum dinheiro da Odebrecht na campanha de 2012. Mas o próprio mediador do debate, o repórter Rogério Galindo desmentiu Fruet na edição da Gazeta em 23 de fevereiro deste ano. Galindo registra que Fruet e o PDT local apareceram como beneficiários de contabilidade paralela da Odebrecht – o famoso departamento da propina.

A tabela com o nome de Fruet foi publicada pelo blog do jornalista Fernando Rodrigues no UOL depois dos diretores da empreiteira terem decidido fazer delação premiada. Os documentos, segundo o jornalista, foram liberados pela Justiça Federal.

A relação, segundo o blog, teria sido encontrada na fase Acarajé, da Operação Lava Jato. Nela, aparecem 200 políticos de 18 partidos e de vários estados. As planilhas estariam com Benedicto Barbosa Silva Júnior, presidente da Odebrecht Infraestrutura.

A tabela publicada no blog, dividida por estados, tem cinco linhas dedicadas ao Paraná. O PDT aparece com doações de R$ 250 mil e Fruet teria recebido R$ 300 mil.

Fruet sempre se enrola ao explicar quem financiou sua campanha em 2012. Na prestação de contas ao TSE, Fruet teve R$ 6.230.813,54 de receitas, dos quais R$ 1.979.310,00 foi repassado pelo PT, R$ 1.1149.973,00 pelo PDT estadual e R$ 600 mil pelo diretório nacional.

Acontece como a Folha de S. Paulo apontou que 75% dos repasses do PT e assemelhados às campanhas de 2012 tiveram origem de dinheiro suspeito das empreiteiras envolvidas no escândalo do petrolão. E isso Fruet também não explicou no debate desta segunda-feira na Gazeta.

Fonte: AN Notícias com Gazeta do Povo

Galeria de Imagens