Carregando...

Alerta!

logo Bancada de Cida Borghetti cogita deixar reajuste do funcionalismo para depois da eleição - Notícias - AN Notícias Bancada de Cida Borghetti cogita deixar reajuste do funcionalismo para depois da eleição - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 16 de Novembro de 2018

SAIBA MAIS

Dia Internacional da Tolerância - Dia Contra o Tabaco - Dia de Santo Edmundo -
09/07/2018 11h50

Bancada de Cida Borghetti cogita deixar reajuste do funcionalismo para depois da eleiçãoOs deputados da base de Cida Borghetti já pensam em deixar toda a discussão sobre um possível reajuste

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

Os deputados da base de Cida Borghetti já pensam em deixar toda a discussão sobre um possível reajuste para o funcionalismo público do Paraná para depois do período eleitoral. Acuada, a bancada governista não quer ter de dar um porcentual considerado muito baixo faltando apenas 90 dias para a reeleição dos deputados.

O projeto do governo prevê reposição de apenas 1% dos mais de 11% de defasagem causada pela inflação desde 2016. Os sindicatos e a oposição exigem pelo menos 2,76% – o que cobriria a inflação dos últimos 12 meses, mas o governo diz que não tem como oferecer esse índice.

Na semana passada, o governo adiou uma votação que provavelmente perderia usando vários expedientes legislativos. A governadora retirou a urgência dos projetos. Agora, imagina-se que a base trabalhe para deixar tudo para depois de outubro.

Leia mais: Ainda na briga pela vice de Ratinho, Campagnolo fala em ser deputado

Isso significa jogar para a frente também a discussão sobre o reajuste dos demais poderes e órgãos – Judiciário, Ministério Público, Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas e Defensoria Pública. Todos estes encaminharam à Assembleia projetos prevendo reajuste de 2,76%.

Os governistas temem não só a derrota da proposta do 1% como também a possibilidade de Cida ter de vetar uma reposição maior, o que traria desgaste para a governadora e seu grupo político.

Por outro lado, a oposição, liderada por Ratinho Jr., oponente de Cida Borghetti na eleição de outubro, tenta colocar a discussão o quanto antes na ordem do dia. Para os oposicionistas, mesmo uma derrota na votação seria uma vitória eleitoral, já que os deputados ligados a Ratinho poderiam dizer que tentaram uma reposição maior.

Fonte: AN Notícias com Gazeta do Povo

Galeria de Imagens