Carregando...

Alerta!

logo Atriz do Teste de Fidelidade denuncia esquema de prostituição na RedeTV! - Notícias - AN Notícias Atriz do Teste de Fidelidade denuncia esquema de prostituição na RedeTV! - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 04 de Dezembro de 2020

SAIBA MAIS

05/08/2013 11h33

Atriz do Teste de Fidelidade denuncia esquema de prostituição na RedeTV! RedeTV! está sendo acusada de participar de esquema de prostituição

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

Além das inúmeras denúncias de não pagamento de salário, agora a RedeTV! está sendo acusada de participar de esquema de prostituição.

Isso mesmo. Priscila Vilela, de 24 anos, atriz do programa “Teste de Fidelidade”, publicou um vídeo na internet onde denuncia o suposto esquema do canal paulista.

Além desta acusação, a atriz afirmou que a emissora não efetua os pagamentos, “dá calote” e ainda afirmou que a atração é armada.

A irritação de Priscila se deu depois que ela participou da atração comandada por João Kléber. Ela afirmou que não recebeu o cachê após se negar a sair com o diretor do programa, Rafael Paladia.

“Aquilo ali não é câmera escondida. É uma novela. A câmera na sua cara. É claro que é armado. Eu fiquei amiga do testado, para você ter uma noção”, afirmou a atriz.

De acordo com Priscila, existe um “esquema”, onde faz com que as mulheres que participam do quadro também se prostituam. Ela ainda contou que a produção dá preferência para modelos “ficha rosa”, ou seja, as que se prostituem além de fazer os trabalhos comerciais.

No vídeo, ela finalizou: “Toma vergonha na cara, RedeTV!”.

Procurada pelo Famosidades, a RedeTV! se pronunciou sobre o caso e enviou o seguinte comunicado oficial: “A produção do programa ‘Teste de Fidelidade’ informa que atua com absoluto profissionalismo e manifesta perplexidade e repúdio em relação à postura da artista. Além disso, o cachê da atriz foi regularmente pago nos termos aventados, conforme recibo assinado, em poder da produção. Informa ainda que serão adotadas as medidas judiciais cabíveis”.

Fonte: IG