Carregando...

Alerta!

logo Botafogo perde na Justiça e Palmeiras recupera três pontos  - Notícias - AN Notícias Botafogo perde na Justiça e Palmeiras recupera três pontos - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 15 de Novembro de 2019

SAIBA MAIS

Dia da Proclamação da República - Dia do Jornaleiro - Dia de Santo Alberto Magno - Dia do Esporte Amador -
18/06/2019 02h27

Botafogo perde na Justiça e Palmeiras recupera três pontos Clube carioca entrou com pedido para anulação de partida por entender que VAR foi usado errado, mas STJD manteve vitória dos paulistas no Brasileirão

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

Por nove votos a zero, o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) manteve o resultado da partida entre Botafogo e Palmeiras, válida pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro, na tarde desta terça-feira (18), em Salvador.

Os cinco primeiros votos para a não anulação da partida formaram a maioria dos auditores e definiram parcialmente o resultado a favor do time paulista.

A favor da manutenção do resultado, votaram Décio Neuhaus, Otávio Noronha, Ronaldo Piacente, João Bosco Luz, José Perdiz, Mauro Marcelo de Lima e Silva,  Arleste Mesquita, Antônio Vanderler e Paulo César Salomão Filho.

Não houve votos favoráveis ao pedido do Botafogo pela impugnação.

Com isso, o Verdão recupera a pontuação da vitória por 1 a 0 sobre os cariocas e vai para 25 pontos, cinco a mais que o Santos, segundo colocado do Brasileiro.

A decisão não pode ser recorrida no território nacional. O Botafogo só pode, portanto, mudar esta resolução se recorrer à Corte Arbitral do Esporte, com sede em Laussanne, na Suíça.

Entenda o caso

O Botafogo tinha entrado com o pedido de anulação do jogo por entender que o árbitro Paulo Roberto Alves Junior consultou o VAR que deu o pênalti ao Palmeiras, após o reinicio da partida. O que fere as regras da utilização do árbitro de vídeo. A partida terminou 1 a 0 para os paulistas, justamente porque o zagueiro Gustavo Goméz converteu a penalidade.

A sessão do STJD aconteceu em Salvador, não no Rio de Janeiro, porque acontece na capital baiana um workshop sobre Justiça Desportiva da ENAJD (Escola Nacional de Justiça Desportiva) e IDDBA (Instituto de Direito Desportivo da Bahia).

Fonte: AN Notícias com R7