Carregando...

Alerta!

logo Carille considera empate justo e celebra resposta do time à semana - Notícias - AN Notícias Carille considera empate justo e celebra resposta do time à semana - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 21 de Junho de 2018

SAIBA MAIS

Dia da Música -
04/03/2018 23h43

Carille considera empate justo e celebra resposta do time à semanaPara o treinador, apesar da queda de desempenho no segundo tempo, há o que se ressaltar na dedicação dos seus comandados

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
O técnico Fábio Carille começou a semana pressionado por três jogos seguidos sem vitória e saiu dela fortalecido por duas boas atuações em clássicos, além de um ponto conquistado fora de casa na estreia da Copa Libertadores da América. Entusiasmado com a resposta dada pelos comandados na semana mais difícil do ano até o momento, o comandante considerou justo o empate por 1 a 1 com o Santos, na noite deste domingo, no estádio do Pacaembu.

"Foi justo. É gostoso quando você passa uma ideia para os atletas e eles executam. Nos jogos contra o Palmeiras, a gente acabou tendo uma posse maior. Com isso, a gente tem o controle melhor do jogo. Resultado foi justo", afirmou o treinador corintiano, que viu o time abrir o placar com o volante Renê Júnior. Até o momento, ele está invicto em clássicos disputados na cidade de São Paulo.

"A preparação de todos os jogos, para mim, a parte da preleção, é igual. Mas falta um pouco de concentração contra as equipes menores. Isso já aconteceu no ano passado, no Brasileiro, quando tivemos resultados ruins contra essas equipes. Mas, dentro dessa forma de jogar, você percebe uma semana diferente, deixar os jogadores bastante focados daqui para frente", disse o corintiano.

"Estou muito satisfeito com o time, temos de manter o trabalho, o treinamento. Fizemos três jogos difíceis, tomamos só um gol. Saímos vitoriosos contra o Palmeiras, empatamos duas vezes agora. Agora é treinar para melhorar em cima dessa nova ideia", avaliou, indicando que deve manter o esquema sem referência.

"Eu não gosto muito de mudar time, sei o quanto a diretoria brigou para trazer um 9, brigou, não conseguiu. A partir do momento que eu vi que não vinha um nome para essa posição, a gente passou a buscar uma nova formação. Contra o Palmeiars, 90 minutos de muita concentração. Hoje (domingo) fizemos um primeiro tempo muito bom e boa parte do segundo também. Em cima disso a gente passa a trabalhar agora", continuou.

Para o treinador, apesar da queda de desempenho no segundo tempo, há o que se ressaltar na dedicação dos seus comandados. Apontando o desempenho individual do meia Jadson, um dos que teve chance de "matar" o jogo e não conseguiu definir o triunfo, ele manteve o tom elogioso ao seu time.

"Ótimo no primeiro tempo, segundo caímos todos, mas vem cumprindo bem. Fiz questão de mostrar um lance aos 35 do segundo tempo que ele deu um pique para ajudar a marcar, jogador muito inteligente e, com essa nova forma de jogo, pode evoluir", concluiu Carille.

Fonte: AN Notícias com Terra