Carregando...

Alerta!

logo Final da Libertadores entre Boca e River será em Madri - Notícias - AN Notícias Final da Libertadores entre Boca e River será em Madri - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 14 de Dezembro de 2018

SAIBA MAIS

29/11/2018 09h41

Final da Libertadores entre Boca e River será em MadriA Conmebol confirmou a data e a sede da partida minutos após o Tribunal Disciplinar da entidade rejeitar o recurso apresentado pelo Boca

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
A adiada final da Copa Libertadores entre Boca Juniors e River Plate será disputada em 9 de dezembro no estádio Santiago Bernabéu, em Madri, confirmou a Conmebol nesta quinta-feira.

A partida de volta entre os arquirrivais argentinos foi suspensa duas vezes no último fim de semana devido a graves incidentes violentos nos arredores do estádio Monumental do River, em Buenos Aires.

A Conmebol confirmou a data e a sede da partida minutos após o Tribunal Disciplinar da entidade rejeitar o recurso apresentado pelo Boca para que o clube conquistasse a vitória e o título devido aos incidentes.

O Tribunal determinou ainda que o River Plate jogue suas próximas duas partidas em competições da Conmebol como local sem torcida, além de pagar uma multa de 400 mil dólares.

O Boca se apresentará para jogar em Madri para evitar sanções, mas recorrerá contra a decisão na Câmara de Apelações da Conmebol e no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS).

“O clube insiste em que, diante de provas concludentes do brutal ataque ao ônibus da equipe ocorrido no dia 24 de novembro de 2018, nas imediações e até no portão de entrada do estádio Monumental, não cabe outra sanção que a solicitada em nossas alegações”.

A partida foi suspensa no fim de semana por duas vezes devido a ataques com pedras de torcedores do River Plate contra o ônibus que levava os jogadores do Boca Juniors ao Monumental para disputar a partida de volta. O incidente deixou vários jogadores feridos, inclusive o capitão da equipe, Pablo Pérez, que sofreu uma lesão no olho.

Na partida de ida, em 11 de novembro na Bombonera, Boca e River empataram em 2 a 2.

Amparado no artigo 18 do Regulamento de Disciplina da Conmebol, o Boca apresentou na véspera novos elementos dos incidentes para apoiar sua petição de que o River seja desclassificado.

“Não aceitaremos qualquer partida até que o Tribunal se manifeste”, havia declarado na terça-feira o presidente do Boca, Daniel Angelici, que nesta quinta admitiu jogar em Madri.

O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, foi claro sobre a realização da final: “A partida ocorre fora da Argentina”.

O artigo 18 prevê a desclassificação da equipe em caso de agressão, como ocorreu com o Boca nas oitavas de final da Libertadores em 2015 contra o River, quando os jogadores do time visitante foram atacados com gás de pimenta no intervalo da partida no estádio La Bombonera.

Fonte: AN Notícias com IstoÉ

Galeria de Imagens