Carregando...

Alerta!

logo Paraná perde para o Botafogo, mas ‘carimba’ festa de despedida de goleiro  - Notícias - AN Notícias Paraná perde para o Botafogo, mas ‘carimba’ festa de despedida de goleiro - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 14 de Dezembro de 2018

SAIBA MAIS

27/11/2018 01h48

Paraná perde para o Botafogo, mas ‘carimba’ festa de despedida de goleiro O Paraná Clube foi derrotado pelo Botafogo por 2 a 1, na noite desta segunda-feira (26), no Rio

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

O Paraná Clube foi derrotado pelo Botafogo por 2 a 1, na noite desta segunda-feira (26), no Rio de Janeiro. A partida era válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time paranaense limitou-se a “carimbar” a festa de despedida do goleiro Jefferson, do rival carioca. Afinal, a equipe do técnico Dado Cavalcanti não venceu, mas vazou o goleiro em sua última partida como profissional.

Jefferson, que faz 36 anos no dia 2 de janeiro, já havia dito que iria se aposentar ao fim deste ano. Além de 22 partidas pela seleção brasileira ao longo da carreira, o goleiro defendeu o Botafogo em 459 jogos. Tornou-se o goleiro que mais atuou pelo clube e o 3º com mais atuações no geral, atrás apenas dos míticos Nilton Santos (721 jogos) e Garrincha (612). “É uma homenagem justíssima pelo que ele fez pelo Botafogo e pelo futebol brasileiro”, comentou Dado Cavalcanti, técnico do Paraná.

Foi a 22ª derrota do Paraná Clube na Série B. O time tem apenas 22 pontos e está rebaixado desde a 32ª rodada. Além disso, há tempos garantiu a lanterna da competição. O Vitória, penúltimo colocado, tem 37 pontos.

TÉCNICO

A partida deste domingo foi a 8ª do técnico Dado Cavalcanti no comando do Paraná Clube. Nos outros jogos, ele obteve 1 vitória, 2 empate e 4 derrotas.

TABELA

O Paraná Clube encerra sua participação no Brasileirão no próximo domingo (2/12). Recebe o Internacional, na Vila Capanema, às 17 horas. O volante Leandro Vilela, que levou o terceiro cartão amarelo, cumpre suspensão.

ESCALAÇÃO

Sem Júnior e René Santos, vetados, Dado escalou Charles na zaga e Wesley Dias na lateral. Com a bola, o Paraná atacava no 4-2-3-1. Os volantes eram Leandro Vilela e Johnny Lucas e os meias eram Keslley, Alex Santana e Juninho, com Andrey na frente. Sem a bola, o time marcava com duas linhas de quatro – a mais avançada, com Keslley, Vilela, Lucas e Juninho – e Andrey e Alex Santana mais à frente.

PRIMEIRO TEMPO

Com essa formação, o Paraná conseguiu bloquear os espaços no meio-de-campo e chegou a finalizar mais vezes que o adversário (8 a 7). Jefferson foi bastante aplaudido ao defender duas bolas sem grande dificuldade. O Botafogo não conseguiu atacar muito, mas conseguiu abrir o placar na única vez que entrou de fato na área paranista. Erik, de cabeça, fez 1 a 0 aos 7 minutos.

SEGUNDO TEMPO

Na etapa final, o Paraná mostrou menos ímpeto ofensivo. Mas chegou ao empate com Alex Santana, aos 19 minutos. Com isso, o meia se isolou como maior artilheiro do time no Brasileirão, com 4 gols. Em seguida ao gol, Dado trocou Juninho por Rafael Grampola no ataque. Com isso, Andrey passou a jogar pelo lado esquerdo.

Mas a partir daí o Botafogo cresceu. E, aos 30, desempatou, num lance polêmico. Moises cruzou rasteiro. Brenner, que estava impedido, tentou finalizar de letra, mas errou a bola. E Erik, que estava em condição legal, marcou. O árbitro validou. O Paraná nem reclamou muito. Aos 31, Felipe Augusto substituiu Keslley. Aos 38, Johnny Lucas deu lugar a Alesson. As trocas não fizeram efeito. E o time paranaense acabou derrotado.

ESTATISTICAS

No jogo, o Paraná somou 10 finalizações (4 certas), 43% de posse de bola, 78% de passes certos e 4 escanteios. O Botafogo obteve 14 finalizações (5 certas), 57% de posse de bola, 84% de passes certos e 5 escanteios. Os números são do site Whoscored.

 

BOTAFOGO 2 x 1 PARANÁ

Botafogo: Jefferson; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, Gustavo Bochecha (João Paulo), Leo Valencia (Marcus Vinicius) e Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão); Erik e Brenner. Técnico: Zé Ricardo
Paraná: Richard; Wesley Dias, Jesiel, Charles e Igor; Leandro Vilela e Jhonny Lucas (Alesson); Keslley (Felipe Augusto), Alex Santana e Juninho (Grampola); Andrey. Técnico: Dado Cavalcanti
Gols: Erik (7-1º), Alex Santana (19-2º), Erik (30-2º)
Cartões amarelos: Alex Santana, Leo Valencia, Leandro Vilela
Árbitro: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Público: 27.600 (pagante), 28.972 (total)
Local: Estádio Nilton Santos, segunda-feira

Fonte: AN Notícias com Bem PR