Carregando...

Alerta!

logo Radares móveis voltam às estradas do Paraná a partir desta segunda-feira - Notícias - AN Notícias Radares móveis voltam às estradas do Paraná a partir desta segunda-feira - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 28 de Novembro de 2021

SAIBA MAIS

Dia do Soldado Desconhecido - Dia de São Rufo -
23/12/2019 07h00

Radares móveis voltam às estradas do Paraná a partir desta segunda-feiraA decisão que determinou a volta dos radares sair em 11 de dezembro e foi dada pelo juiz Marcelo Gentil Monteiro, da 1ª Vara Federal Cível do Distrito Federal

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

Os radares móveis deverão estar de volta às estradas do Paraná a partir desta segunda-feira (23). Ao menos é o que determina a Justiça Federal, que derrubou a decisão do presidente Jair Bolsonaro de suspender a fiscalização por radar móvel nas estradas, em agosto.

A decisão que determinou a volta dos radares sair em 11 de dezembro e foi dada pelo juiz Marcelo Gentil Monteiro, da 1ª Vara Federal Cível do Distrito Federal. O prazo inicial era de retorno em 72 horas, mas foi estendido até estar segunda-feira. O governo federal recorreu, mas na última quarta-feira (18) o Tribunal Regional Federal da 1ª região manteve a decisão do juiz. Para o TRF-1, a fiscalização foi retirada e não houve uma substituição por outra ação de segurança.

Pela decisão, a Polícia Rodoviária Federal deve tomar “todas as providências para restabelecer integralmente a fiscalização eletrônica por meio dos radares estáticos, móveis e portáteis nas rodovias federais” a partir desta segunda-feira. Caso contrário, será multada em R$ 50 mil por dia.

Em agosto, após a decisão de Bolsonaro, os equipamentos haviam sido guardados. Com o restabelecimento da fiscalização, o motorista que for flagrado em excesso de velocidade levará multa. As multas dependem da velocidade aferida e do limite no trecho. Se a velocidade foi até 20% superior à máxima permitida na via, é infração média, com multa de R$ 130,16 e 4 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Se for entre 20% e 50% além do limite, é infração grave punida com multa de R$ 195,23 e 5 pontos na CNH. E se for mais de 50% além do limite, é infração gravíssima, com multa multiplicada por 3 (R$ 880,41) e suspensão do direito de dirigir.

Fonte: AN Notícias com Bem PR

Galeria de Imagens