Carregando...

Alerta!

logo Homem morreu ao ser atropelado na BR-376 em Jandaia do Sul - Notícias - AN Notícias Homem morreu ao ser atropelado na BR-376 em Jandaia do Sul - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 28 de Novembro de 2020

SAIBA MAIS

Dia do Soldado Desconhecido - Dia de São Rufo -
19/09/2018 05h44

Homem morreu ao ser atropelado na BR-376 em Jandaia do SulCarro de Apucarana atropela homem que morreu na BR-376

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

Uma ocorrência de atropelamento foi registrada na noite desta terça-feira (18) na BR-376 entre os municípios de Jandaia do Sul e Mandaguari.

O Samu 192 foi acionado para dar atendimento a uma pessoa vítima de atropelamento por volta de 20:20h, rapidamente os Socorristas João Rogério e Fernando Lopes se deslocaram até o Km 213 da BR-376, mais precisamente de fronte ao Motel Hipinose onde um idoso foi vítima do atropelamento.

Segundo informações do condutor do veículo GM/Cruze com placas de Apucarana, ele seguia sentido Jandaia do Sul / Mandaguari, quando o idoso teria adentrado a rodovia para atravessar via, o condutor não conseguiu desviar e acabou atropelando o idoso, com o impacto da colisão o idoso foi lançado a uma distância de 50 metros.

O idoso teve morte instantânea, no carro viajavam genro e sogra, o condutor de 36 anos que é empresário no ramo de confecção em Apucarana nada sofreu, sua sogra de 70 ficou abalada com o acidente e foi atendida pelos socorristas e liberada no local.

O idoso aparentando ter 60 anos de idade não possuía nenhuma identificação, possivelmente se trata de um andarilho. Funcionários do Motel disseram que momentos antes do acidente este senhor estava na entrar do estabelecimento causando uma certa perturbação.

O repórter César Marcusso (Tossinha), avistou este mesmo senhor no período da tarde por volta de 16:00h vagando pela rodovia no perímetro urbano de Jandaia do Sul próximo ao trevo da Emater.

A Policia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada para dar atendimento a esta ocorrência, foram acionados a Policia Civil de Mandaguari e Peritos da Criminalística de Maringá que fizeram o levantamento do local e liberaram o Instituto Médico Legal (IML) para fazer a remoção do corpo.

A vítima segue ainda sem a identificação.

Fonte: AN Notícias com Tossinha

Galeria de Imagens