Carregando...

Alerta!

logo “Cansei de tomar porrada”, diz Giba sobre pensão dos filhos - Notícias - AN Notícias “Cansei de tomar porrada”, diz Giba sobre pensão dos filhos - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 24 de Setembro de 2018

SAIBA MAIS

Nossa Senhora das Mercês - Dia do Coração - Início da Semana dos Bons Dentes -
07/03/2018 10h20

“Cansei de tomar porrada”, diz Giba sobre pensão dos filhosA ex-mulher, Cristina Pirv, entrou na Justiça para conseguir receber R$ 82 mil do ex-atleta

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

O ídolo do vôlei brasileiro Giba falou pela primeira vez, na manhã desta terça-feira (6), em coletiva de imprensa, em Curitiba, sobre o processo que envolve o pagamento de pensão alimentícia aos filhos Nicoll e Patrick. A ex-mulher, Cristina Pirv, entrou na Justiça para conseguir receber R$ 82 mil do ex-atleta.

“Eu convoquei essa coletiva de imprensa porque eu cansei de tomar porrada. […] Críticas vão existir, mas denegrir a minha imagem eu não aceito. O único que pode fazer isso sou eu e eu não vou permitir que mais ninguém faça. É a minha imagem que faz eu ter rendimentos para levar aos meus filhos”, disse.

O ouro em Atenas-2014 afirmou que “respeita a mãe dos filhos”, mas que os valores cobrados por ela são absurdos e as acusações incoerentes. “Eu não tenho o valor que ela está pedindo. Não é simplesmente o Giba. Eu sou um ex-jogador, não ganho mais salários estratosféricos”, ressaltou.

Questionado sobre como conseguiu o dinheiro três dias após ter a prisão decretada, Giba contou que fez empréstimos com amigos nos valores de R$ 41 mil e R$ 49 mil, para pagar a pensão com juros corrigidos. “Esse valor que está colocado em juízo foi empréstimo, eu tive que emprestar de amigos meus, da família da minha atual esposa”, revelou.

Os advogados do ex-jogador disseram que tudo começou em 2013 quando o casal resolveu se divorciar. “A primeira ação foi feita pelo Giba, porque ele achou que seria correto pagar pensão para filhos. Na época a situação financeira era melhor, ele pagava R$ 10 mil mais escola e plano de saúde”, explicou o advogado José Rodrigo Sade.

Mais tarde, de acordo com os advogados, a pensão chegou a somar R$ 36 mil para as crianças e R$ 15 mil para Pirv. Porém, pouco tempo depois a Justiça suspendeu o valor. Agora o montante da pensão atualizado é de R$ 12.700,00 por mês. A defesa de Giba propõe o pagamento de R$ 6 mil, além da bolsa no Colégio Dom Bosco e plano de saúde. Mas afirmam que Pirv não aceita. “Ele paga todo o mês R$ 6 mil na conta dela. Ele nunca foi um insolvente, sempre pagou dentro das possibilidades dele”, destacou o advogado Antenor Demeterco Junior.

Giba revelou que nos últimos anos precisou fazer três empréstimos com o banco e que a atual esposa teve que vender o carro para pagar a pensão. Contou que vive de aluguel em Curitiba e que possui um carro financiado. “A prisão de Giba secaria a fonte que fornece parte da pensão. O que parece é que dona Cristina quer a prisão de Giba a todo custo”, afirmou Demeterco Junior.

Giba e Pirv têm a guarda compartilhada dos filhos. O ex-jogador se emocionou ao dizer que tenta blindar as crianças de tudo o que está acontecendo. “‘Papai você tem o coração do tamanho do mundo’, se eu fosse um pai ausente você acha que uma criança falaria isso?”, desabafou.

 

O caso

No último dia 9 de fevereiro, Giba teve a prisão de 60 dias decretada por não pagar pensão alimentícia de Nicoll e Patrick, seus filhos com a ex-jogadora de vôlei Cristina Pirv.

A prisão não chegou a ser efetuada porque, antes de o mandado ser expedido, Giba conseguiu uma liminar no dia 16 de fevereiro para suspender a decisão até a realização de uma audiência.

A dívida chegava a aproximadamente dez meses de pensão. Pirv chegou a dizer que o valor devido em pensão alimentícia alcançava R$ 82 mil. O ídolo do vôlei alegou não ter como pagar o montante estabelecido pela Justiça. Mas, após a repercussão nas redes sociais, três dias depois, conseguiu os valores e efetuou o pagamento.

Fonte: AN Notícias com PR UOL

Galeria de Imagens