Carregando...

Alerta!

logo CNJ arquiva pedido de investigação contra Moro - Notícias - AN Notícias CNJ arquiva pedido de investigação contra Moro - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 18 de Agosto de 2019

SAIBA MAIS

Dia do Estagiário - Dia do Santo Agapito -
12/06/2019 01h57

CNJ arquiva pedido de investigação contra MoroO pedido foi apresentado pelo PDT, após reportagem do The Intercept

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

O corregedor nacional de Justiça, Humberto Martins, arquivou nesta 3ª feira (11.jun.2019) 1 pedido de investigação contra o ex-juiz federal e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, no CNJ (Conselho Nacional de Justiça). O pedido foi apresentado pelo PDT, após reportagem do The Intercept divulgar conversas entre Moro e o procurador da República Deltan Dallagnol, com orientações sobre a operação Lava Jato.

Na decisão (eis a íntegra), o corregedor entende que Moro não pode mais ser responder a processo disciplinar no CNJ porque pediu exoneração do cargo de juiz federal em novembro do ano passado para assumir o Ministério da Justiça, a convite do presidente Jair Bolsonaro.

“A adoção da tese de que seria possível se aplicar penalidade a juiz exonerado criaria uma situação no mínimo inusitada: o juiz pediria exoneração, cortando seu vínculo com a administração, e a instância administrativa instauraria um procedimento que, se ao final concluísse pela aplicação da penalidade, anularia a exoneração e aplicaria ao juiz a aposentadoria compulsória com proventos proporcionais”, disse.

PDT alegou “ausência de imparcialidade”

Ao entrar com o pedido no CNJ, o PDT argumentou que as conversas reveladas pelo The Intercept“levantam dúvidas sobre a probidade da conduta do então julgador, em vista de comportamentos claramente incompatíveis com o papel constitucional de magistrado”.

Ainda na avaliação da sigla, as comunicações com Dallagnol, que coordena a força-tarefa da Lava Jato, “tornam evidente a ausência de imparcialidade e ética do sr. Moro na função de magistrado julgador dos processos da operação”.

Fonte: AN Notícias com MSN Brasil

Galeria de Imagens