Carregando...

Alerta!

logo Lava Jato pede aumento da pena de Lula no caso do sítio de Atibaia - Notícias - AN Notícias Lava Jato pede aumento da pena de Lula no caso do sítio de Atibaia - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 20 de Abril de 2019

SAIBA MAIS

Dia do Diplomata - Dia do Disco -
11/04/2019 01h16

Lava Jato pede aumento da pena de Lula no caso do sítio de AtibaiaLula está preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

A força-tarefa da Operação Lava Jato do Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça Federal que a pena dada ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no caso do sítio de Atibaia, seja aumentada.

Em fevereiro, Lula foi condenado, pela segunda vez, a 12 anos e 11 meses de prisão pela juíza substituta Gabriela Hardt, 13ª Vara Federal do Paraná. Hardt teve a missão de ocupar o cargo que era de Sergio Moro, nomeado ministro da Justiça e Segurança Pública.

O petista foi apontado como recebedor de vantagens. A acusação é que a empreiteira OAS investiu cerca de R$ 170 mil no sítio em reformas e obras, além de ter sido favorecido pela Odebrecht, com R$ 700 mil, e o Grupo Schachin, por R$ 150 mil, no imóvel localizado no interior do estado de São Paulo.

O petista foi sentenciado por três crimes de corrupção e dois de lavagem de dinheiro. Agora, os procuradores da Lava Jato querem que o ex-presidente seja culpado por oito crimes de corrupção e 45 de lavagem de dinheiro. Os integrantes da força-tarefa não fizeram a conta de quantos anos a mais na pena de Lula esse aumento de crimes resultaria.

A apelação foi apresentada hoje e deve ser apreciada em breve, quando o processo for remetido ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

Atualmente, ele está preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

PRIMEIRA CONDENAÇÃO

Moro condenou o ex-presidente por 9 anos e meio, em primeira instância, no processo referente ao triplex do Guarujá, também em São Paulo. A defesa de Lula recorreu da decisão, mas o TRF4, em segunda instância, aumentou a pena para 12 anos e um mês.

Fonte: AN Notícias com PR UOL

Galeria de Imagens