Carregando...

Alerta!

logo Garota é vítima de abuso em ônibus de Londrina; 2º caso em dois dias - Notícias - AN Notícias Garota é vítima de abuso em ônibus de Londrina; 2º caso em dois dias - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 30 de Março de 2020

SAIBA MAIS

Dia Mundial da Juventude - Dia de São Zózimo -
15/02/2020 10h24

Garota é vítima de abuso em ônibus de Londrina; 2º caso em dois diasSegundo a jovem, um rapaz a seguiu até o ônibus quando ela saiu da aula no Colégio Estadual Vicente Rijo

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

Uma menina de 16 anos foi vítima de importunação sexual dentro de um ônibus do transporte coletivo nesta semana em Londrina. De acordo com as informações da polícia e do pai da adolescente, o caso ocorreu quando ela saía da escola, na área central da cidade.

Segundo a jovem, um rapaz a seguiu até o ônibus quando ela saiu da aula no Colégio Estadual Vicente Rijo, na manhã de terça-feria (12). Ela afirma que o acusado ficava se esfregando com o pênis ereto, enquanto tentava passar a roleta. Ao tentar despistá-lo, ela saiu do coletivo, trocando de linha, mas o homem teria feito o mesmo.

O caso aconteceu novamente no dia seguinte, na quarta-feira (13). Foi quando ela alertou a família. O pai da vítima pediu que ela alertasse o motorista, o cobrador, a polícia ou gritasse para os demais passageiros. No terceiro dia, nesta quinta-feira (14), o acusado voltou a segui-la, foi quando ela acionou os seguranças do Terminal Central.

A Polícia Militar (PM) foi prontamente acionada e prendeu em flagrante o suspeito, um jovem de 24 anos. O acusado disse que estava de férias do trabalho e não soube explicar os motivos de pegar o mesmo ônibus todos os dias. Ele não teve o nome relevado pela polícia e foi encaminhado à Central de Flagrantes.

Segundo caso

Este é o segundo caso de importunação sexual ocorrido nesta semana. Uma adolescente, também de 16 anos, denunciou na terça-feira (11), um homem de 61 anos que passava a mão em seu corpo no Terminal Central.

O acusado foi preso em flagrante pela polícia.

Fonte: AN Notícias com TEM Londrina