Carregando...

Alerta!

logo Grupo fará manifestação pró-Boca Aberta na Câmara de Londrina - Notícias - AN Notícias Grupo fará manifestação pró-Boca Aberta na Câmara de Londrina - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 19 de Setembro de 2018

SAIBA MAIS

Semana do Trânsito - Dia da Escola Bíblica - Dia do Ortopedista - Dia de São Januário - Dia do Comprador -
19/10/2017 10h17

Grupo fará manifestação pró-Boca Aberta na Câmara de LondrinaOs atos estão programados para este domingo (22)

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
Apoiadores do ex-vereador Emerson Petriv, o Boca Aberta, agendaram duas manifestações a favor do parlamentar cassado no último domingo (15) pela Câmara Municipal por quebra de decoro. Ele foi investigado pela Comissão Processante depois de ter pedido dinheiro nas redes sociais para pagar uma multa aplicada pela Justiça Eleitoral. "Queremos mostrar pra todos, e não só os vereadores e o prefeito Marcelo Belinati (PP), a nossa indignação com esse resultado", disse uma das organizadoras dos protestos, Ticiana Augusta Cardoso de Oliveira.
 
Os atos estão programados para este domingo (22), ás 8h, na feira dos Cinco Conjuntos, na Avenida Saul Elkind, zona norte de Londrina, e na próxima terça-feira (24) em frente à Câmara Municipal, a partir de 12h. "Inventaram muitas coisas sobre o Boca Aberta ao longo desse processo de investigação. É muita injustiça. Queremos ele de volta", opinou Ticiana, que garantiu que o protesto é pacífico.

Na terça-feira (17), o suplente de Boca, José Roque Neto, foi ao Legislativo para receber a notificação da vaga aberta. Em entrevista coletiva, ele, que há pouco ocupava um cargo comissionado na administração belinatista - era assessor da Secretaria Municipal do Idoso -, afirmou que "pretende ocupar a função o mais rápido possível". O preenchimento do cargo pode ser feito em até 15 dias, mas o agora vereador afirmou que pretende encurtar esse prazo.

Roque Neto, que é presidente do diretório municipal do Partido da República (PR), não soube dizer como fica a situação de Boca Aberta na legenda após a cassação. "São coisas delicadas quando mexemos em pessoas ligadas ao partido. Vamos discutir esse caso com os representantes estaduais", comentou. O ex-assessor da pasta do Idoso obteve, nas eleições de 2016, 1.516 votos, quase 10 mil a menos que Boca Aberta. Em 2008, foi eleito com 2.708 votos pela primeira vez pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).

Confusão

A saída de Boca Aberta continuou trazendo dores de cabeça aos vereadores da atual legislatura. Na última segunda-feira, o ex-vereador interveio em uma entrevista ao vivo do presidente da Casa, Mário Takahashi, a uma emissora de TV local. Em uma rápida discussão, Boca Aberta supostamente teria ameaçado Takashi, que deu voz de prisão ao ex-colega. A segurança da Cãmara, que chegou a ser acionada, não conseguiu conter Boca Aberta.

Após o incidente, os vereadores Rony Alves (PTB) e Jamil Janene (PP) foram ao 4º Distrito Policial para registrar um boletim de ocorrência. Takahashi, em entrevista à FOLHA, não descartou entrar com medida protetiva na Justiça para que Boca Aberta seja impedido de participar das sessões da Câmara e não chegue perto de outos parlamentares.
Fonte: AN Notícias com Folha de Londrina

Galeria de Imagens