Carregando...

Alerta!

logo Marcelo Belinati fecha primeiro ano de gestão com ligeira queda na aprovação - Notícias - AN Notícias Marcelo Belinati fecha primeiro ano de gestão com ligeira queda na aprovação - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 21 de Junho de 2018

SAIBA MAIS

Dia da Música -
21/12/2017 01h52

Marcelo Belinati fecha primeiro ano de gestão com ligeira queda na aprovaçãoA pesquisa do Instituto Multicultural/FOLHA/Rádio Paiquerê AM mostra que a aprovação do prefeito Marcelo Belinati (PP) caiu

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
A pesquisa do Instituto Multicultural/FOLHA/Rádio Paiquerê AM mostra que a aprovação do prefeito Marcelo Belinati (PP) caiu 5% ao final de seu primeiro ano de administração em relação à última pesquisa em outubro: passou de 57,5% para 52,5% - o índice está dentro da margem de erro da pesquisa que é 3%. Já a confiança no prefeito teve queda brusca: de 59,5% para 51,5%. Medidas impopulares – como o reajuste do IPTU - puxaram para baixo o índice de confiança do londrinense em relação à atual gestão.
 
Segundo o levantamento, a aprovação do prefeito de Londrina caiu de 57,5% para 52,5% em relação aos 300 dias de governo. É o menor patamar desde que Belinati assumiu o cargo. Já a nota dada para atual administração ficou dentro da margem de erro e passou de 5,6% para 5,5%.

De acordo com o diretor estatístico da Multicultural, Edmilson Vicente Leite, a queda na avaliação no primeiro ano de mandato é considerada natural. "Se compararmos, há quatro anos no primeiro ano da gestão Alexandre Kireeff aconteceu a mesma coisa." O ex-prefeito foi avaliado com 77% de aprovação nos 100 primeiros dias, passando para 60% na segunda pesquisa, 56% na terceira e terminou o primeiro ano de gestão com 51,33%. "O primeiro ano de mandato sempre gera na população essa expectativa de uma mudança."

Leite destaca ainda que, no comparativo entre os dois mandatos, a única diferença entre o ex-prefeito e Belinati está no índice de confiança demonstrado pelo levantamento. Belinati nos 100 dias estava com 60,5% de confiança, caindo para 51,5% nesta última pesquisa em dezembro. "O patamar de confiança de Kireeff girou em torno de 60% a 70% durante os quatro anos", lembrou.

O levantamento foi realizado entre os dias 17 e 19 de dezembro e foram ouvidas 605 pessoas nas zonas urbana e rural de Londrina.

PROJETOS POLÊMICOS
O pesquisador também salientou que medidas impopulares adotadas pelo atual prefeito com a atualização da PGV (Planta Genérica de Valores), que vai aumentar o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) para 98% dos 260 mil imóveis de Londrina, a partir de 2018, e a restrição no passe livre refletiram no índice de confiança de Belinati. "Era uma situação que estava se arrastando há 16 anos que outros prefeitos não conseguiram mexer (na PGV)."

O levantamento da Multicultural mostrou que 69% dos entrevistados desaprovaram a mudança no IPTU. Contudo, a readequação no subsídio do passe livre para estudantes é aprovada pela maioria, 67,5% concordaram com o projeto do Executivo aprovado na última terça-feira (19) na Câmara Municipal de Londrina. A pesquisa Multicultural perguntou ainda sobre a cobrança da taxa de lixo na tarifa na Sanepar que foi rejeitada por 62% dos entrevistados. O tema também foi reprovado pelos vereadores na sessão de terça-feira.

Apesar de considerar natural a avaliação do primeiro ano, Leite apontou que o principal desafio da gestão Belinati será a partir do segundo ano de mandato quando o londrinense exigirá mais do governo. "O orçamento de 2018 será executado em cima do planejamento exposto pelo atual prefeito e o cidadão vai esperar mais das decisões que serão tomadas."

SERCOMTEL
A empresa londrinense de telefonia, a Sercomtel também foi avaliada na pesquisa que mostrou que 50,5% dos entrevistados estão satisfeitos com o serviço prestado e 43% insatisfeitos. Já o serviço público de iluminação prestado pela Sercomtel tem melhor aprovação, com índice de 60,5% de satisfação.
Fonte: AN Notícias com Folha de Londrina

Galeria de Imagens