Carregando...

Alerta!

logo Morador de rua é agredido por grupo de jovens no Calçadão de Londrina - Notícias - AN Notícias Morador de rua é agredido por grupo de jovens no Calçadão de Londrina - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 19 de Abril de 2021

SAIBA MAIS

Dia Nacional do Índio - Aniver. da Organização Internacional do Trabalho e Dia do Exército -
10/09/2014 09h17

Morador de rua é agredido por grupo de jovens no Calçadão de LondrinaVítima de 56 anos recebeu um golpe com uma garrafa de vidro, logo depois foi preso

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

Um morador de rua foi agredido, por volta da 00h30 desta terça-feira (9), por um grupo de cinco jovens no Calçadão de Londrina, em frente a uma loja de departamentos. A vítima tem 56 anos e recebeu pelo menos um golpe deferido com uma garrafa de vidro, além de diversos socos e pontapés na região da cabeça. Os agressores, segundo a PM, têm idade média de 18 anos.

A vítima foi encaminhada sem risco de morte para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Sabará, segundo o Corpo de Bombeiros. A agressão foi registrada em uma filmagem realizada por um morador da Avenida Paraná. A testemunha disse à polícia que a violência ocorreu sem motivo aparente, de acordo com a PM.

Três jovens foram localizados pelo Pelotão de Choque e encaminhados para prestar depoimentos ainda na madrugada desta terça, mas foram liberados em seguida.

Segundo informações da RPCTV, a vítima foi presa porque ele teria mandatos de prisão em aberto por furto, roubo, estupro e atentado violento ao pudor. Ele foi encaminhado para a unidade um da Penitenciária Estadual de Londrina (PEL I).

O delegado de plantão, Paulo Henrique Costa, da Delegacia de Homicídios, não foi localizado para comentar o caso.

Preso

O andarilho de 56 anos que foi agredido por um grupo de jovens no Calçadão, em Londrina, no início da madrugada desta terça-feira (9) acabou preso e encaminhado para a Penitenciária Estadual de Londrina (PEL I). Contra ele corriam mandados de prisão em aberto por furto, roubo e estupro.

Segundo informações colhidas na 10ª Subdivisão Policial de Londrina (10ªSDP), Carlos Antono Marques, apesar de ter sofrido a lesão corporal tinha antecedentes criminais e não poderia ficar solto nas ruas. Ele trabalha como catador de papeis e estava domindo em frente à loja Riachuelo quando as agressões começaram.

Fonte: AN Notícias com Jornal de Londrina

Galeria de Imagens