Carregando...

Alerta!

logo Polêmica em Londrina: coleta de lixo está paralisada - Notícias - AN Notícias Polêmica em Londrina: coleta de lixo está paralisada - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 23 de Outubro de 2017

SAIBA MAIS

Dia da Aviação Brasileira - Dia da Répública - Dia de Chulalongkorn - Dia de São Severino - Dia Mundial da Informação -
03/10/2017 12h45

Polêmica em Londrina: coleta de lixo está paralisadaTrabalhadores pedem a reintegração de motorista demitido e melhores condições de trabalho

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
A coleta de lixo está paralisada em Londrina desde a noite desta segunda-feira (2). Moradores já reclamam da ausência de execução dos serviços em vários pontos da cidade. Segundo a Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), a Kurica Ambiental, empresa que explora o serviço, já foi avisada por telefone, mas também será formalmente notificada. 

Segundo a presidente do sindicato da categoria, Izabel Aparecida de Souza, a decisão pela paralisação foi tomada após a demissão de um motorista. Os coletores reivindicam a reintegração deste trabalhador, além de melhores condições relacionadas aos caminhões. "Tem reclamações de veículos sem freio, por exemplo", afirma. Londrina tem cerca de 150 trabalhadores no segmento. Os manifestantes estão mobilizados na sede da Kurica, na manhã desta terça (3), e aguardam um representante da empresa para negociar. 

As áreas afetadas pela paralisação, segundo mapa da coleta de lixo orgânico e rejeitos, são o centro, que tem serviço diário; parte da zona norte, que vai da região da Avenida Leste Oeste até a região do Santa Rita, Alpes e Pacaembu; e em pequeno trecho da zona sul, que engloba a Gleba Palhano, Guanabara, Santa Rosa e Arco Íris. Na manhã de terça-feira, os pontos de coleta vão da zona oeste a norte, em área compreendida desde o Jardim Rosicler e Santa Rita até Aquiles Sthengel e Catuaí; e também a região que vai do Catuaí Parque Residence e Sun Lake Residence até o Olímpico e Sabará. 

A assessoria de imprensa da CMTU informou que só pode notificar a empresa responsável pela coleta depois da conclusão de um turno em que o serviço não tenha sido executado. Os turnos dividem-se entre diurno e noturno, com início às 7h e às 19h. 

Na sede da Kurica Ambiental, nenhum responsável havia chegado até as 7h50.
Fonte: AN Notícias com Folha de Londrina

Galeria de Imagens