Carregando...

Alerta!

logo Polícia trabalha com possibilidade de servidora da prefeitura ter sido executada - Notícias - AN Notícias Polícia trabalha com possibilidade de servidora da prefeitura ter sido executada - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 09 de Dezembro de 2019

SAIBA MAIS

Dia de Santa Leocádia - Aniversário de Maceió - Dia da Criança Defeituosa - Dia do Fonoaudiólogo e Dia do Cronista -
07/06/2019 01h23

Polícia trabalha com possibilidade de servidora da prefeitura ter sido executadaA polícia divulgou imagens de câmeras de segurança da rua onde o homicídio aconteceu em Londrina

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

A Polícia Civil de Londrina já trabalha com a possibilidade de execução da servidora municipal Daniela Novelli Pergo, 44 anos, assassinada no início da manhã de quinta-feira (6) quando saía de casa, na rua Francisco Feijó Sanches, jardim Petrópolis, para o trabalho. A reportagem da FOLHA apurou que uma das hipóteses que inicialmente surgiram foi a de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, mas a versão ganha cada vez mais distância pelas características do crime e porque nenhum objeto foi levado do carro da funcionária pública. 

 

A polícia divulgou imagens de câmeras de segurança da rua onde o homicídio aconteceu. Nelas, é possível ver um homem aguardando no portão o veículo sair da garagem às 6h45. Meia hora depois, ele passa correndo e foge. Daniela levou quatro tiros, a maioria na cabeça. Ela morreu na hora.

 

O promotor do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) de Londrina, Leandro Antunes Meirelles Machado, informou que, nas investigações, foi aventada a hipótese de Pergo ter colaborado na Operação "Password", que revelou o cancelamento ilegal de débitos em tributos municipais de contribuintes no sistema da Secretaria Municipal de Fazenda. "O Gaeco checou, e ela não prestou depoimento formal na época. No entanto, pode ser que ela tenha colaborado de outras formas, pois pedimos diversos documentos", afirmou.

 

A investigação está a cargo da Delegacia de Homicídios de Londrina.

 

REPERCUSSÃO

 

A servidora atuava como técnica de gestão pública na Secretaria Municipal de Planejamento. O secretário responsável pela pasta, Marcelo Canhada, decretou ponto facultativo nesta sexta-feira (7) no setor. 

 

Em nota, o prefeito Marcelo Belinati disse que "toda a equipe da prefeitura se solidariza com familiares e amigos de Daniela Pergo. Que nosso Senhor conforte a dor dos corações. Colegas relatam que Daniela sempre foi uma pessoa tranquila, respeitosa e bastante comprometida com o trabalho. A Caapsml e a Secretaria de Recursos Humanos concentram-se em dar todo apoio a família". 

 

O corpo da vítima foi velado na Igreja Presbiteriana Independente Filadélfia, na rua Guaranis, Vila Casoni. O culto fúnebre estava previsto para às 13h15. Em seguida, ela será cremada.

Fonte: AN notícias com Folha de Londrina

Galeria de Imagens