Carregando...

Alerta!

logo Receita Estadual fiscaliza postos de combustíveis em Londrina; em Apucarana não tem previsão - Notícias - AN Notícias Receita Estadual fiscaliza postos de combustíveis em Londrina; em Apucarana não tem previsão - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 20 de Abril de 2019

SAIBA MAIS

Dia do Diplomata - Dia do Disco -
11/04/2019 01h11

Receita Estadual fiscaliza postos de combustíveis em Londrina; em Apucarana não tem previsãoA Receita Estadual do Paraná está realizando nesta semana uma operação de fiscalização em postos de combustíveis de todas as regiões do Estado

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
A Receita Estadual do Paraná está realizando nesta semana uma operação de fiscalização em postos de combustíveis de todas as regiões do Estado. O objetivo é combater a sonegação de impostos e identificar a conformidade das práticas comerciais dos estabelecimentos com a legislação tributária.

A Operação Integrada 2019 conta com a atuação das Delegacias Regionais de Receita do Estado nos municípios de Londrina, Curitiba, Ponta Grossa, Guarapuava, Cascavel, Jacarezinho, Maringá, Umuarama e Pato Branco.

A ação tem como meta punir os postos que apresentem algum tipo de irregularidade fiscal, estimulando assim a livre concorrência entre estabelecimentos com boas práticas, além de divulgar ao setor a importância do cumprimento das obrigações tributárias para o bem da sociedade. Caso sejam identificadas irregularidades, o estabelecimento é autuado e tem de pagar o imposto devido, além de multa.

Caso o posto de combustíveis apresente um valor de autuação superior ao valor do seu capital social, é iniciado um processo para o cancelamento da inscrição do estabelecimento e o banimento dos sócios envolvidos do setor pelo prazo de cinco anos.

Irregularidades

De acordo com a Receita Estadual, as infrações mais frequentes nesse tipo de operação são a apuração de estoque sem documentação fiscal, venda de combustível sem documentação fiscal de saída e venda de combustível sem origem documental.

A Receita Estadual deve divulgar um balanço final da Operação Integrada 2019 na próxima semana.

Infrações relativas à qualidade do combustível comercializado ou à aferição do equipamento medidor de abastecimento estão na área de competência de órgãos de fiscalização como a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – ANP e do Instituto de Pesos e Medidas – Ipem/PR, e, portanto, não fazem parte desta ação.
Fonte: AN Notícias com Folha de Londrina

Galeria de Imagens