Carregando...

Alerta!

logo Um novo hospital, de tamanho médio, será construído na zona oeste de Londrina - Notícias - AN Notícias Um novo hospital, de tamanho médio, será construído na zona oeste de Londrina - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 12 de Dezembro de 2018

SAIBA MAIS

Aniversário de Belo Horizonte - Dia da Bíblia - Dia de Nossa Senhora de Guadalupe Dia de Santa Dionísia -
19/09/2017 11h04

Um novo hospital, de tamanho médio, será construído na zona oeste de LondrinaUm novo hospital, de tamanho médio, será construído na zona oeste de Londrina

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
Um novo hospital, de tamanho médio, será construído na zona oeste de Londrina. A licitação deverá ser lançada em breve.    Segundo o deputado estadual Tercilio Turini, que participou das discussões, "o hospital da zona oeste é uma reivindicação de muitos anos e terá um caráter regional, atingindo diversos municípios".    O hospital será construído em um terreno doado em 2016 pela PUC (Pontifícia Universidade Católica). Por causa disso, estudantes de medicina da instituição poderão fazer o internato no local. A área total do terreno é de 80 mil m².    Segundo a Secretária da Saúde do Paraná (Sesa), serão investidos R$ 25 milhões para construção do hospital. Há atendimento em diferentes especialidades, dentre as quais cuidados com idosos.    Ao todo, estão previstos 150 leitos - 30 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 20 de Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) e quatro salas cirúrgicas. Nos leitos de UCI, serão oferecidos serviços intermediários, sobretudo no período de reabilitação do paciente.    O atendimento na unidade será apenas para pacientes encaminhados pelas unidades de saúde da região ou por serviços de urgência e emergência. Ainda não há previsão de finalização da obra, mas, segundo o deputado Turini, pode ser que a obra fique pronta em um ano e meio, após a finalização do processo de licitação.    Segundo o secretário da saúde, Felippe Machado, o hospital vai ajudar no sistema de saúde da cidade. "O primeiro atendimento não é característica deste tipo de hospital, é um hospital de alta complexidade de tratamento secundário e terciário. Isso vem para organizar o sistema." O secretário destaca a especialidade de geriatria, pois é uma demanda da cidade e região. "Pretendemos que o hospital fiquei pronto logo pois vai desafogar os hospitais secundários e terciários da região."
Fonte: AN Notícias com Folha de Londrina

Galeria de Imagens