Carregando...

Alerta!

logo Em Mandaguari motoristas estão aderindo aos cupons de desconto do Pedágio - Notícias - AN Notícias Em Mandaguari motoristas estão aderindo aos cupons de desconto do Pedágio - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 16 de Dezembro de 2018

SAIBA MAIS

Dia do Reservista - Dia de Santo Eusébio - Dia do Teatro Amador e ia Nacional de Bahrein -
16/07/2017 04h08

Em Mandaguari motoristas estão aderindo aos cupons de desconto do PedágioEm seis dias, quase dez mil cupons que dão direito ao desconto no pedágio de Mandaguari foram comercializados

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

Após assembleia pública realizada na quinta-feira (6), na Câmara de Vereadores, em que foi dado aval para que se iniciasse – mesmo sem contrato assinado – a operacionalização do acordo firmado entre Movimento Mandaguari Tarifa Zero (MTZ), Prefeitura e concessionária Viapar, com relação aos descontos na praça de pedágio e utilização da Estrada Terra Roxa, moradores correram para Agência Regional de Desenvolvimento (ARD). A entidade é responsável pelo cadastramento dos veículos emplacados no município e também pela comercialização dos cupons – que é uma das opções de se conseguir o desconto.

Ocorre que já na sexta-feira (7), a Terra Roxa, utilizada como via alternativa ao pedágio nos últimos meses, amanheceu com os acessos bloqueados. Muitos motoristas foram pegos de surpresa e tiveram de retornar à rodovia, passar pela praça e pagar tarifa cheia – o que não faziam há algum tempo. Segundo a Viapar, o fechamento foi devido ao início das obras para a instalação das cancelas que vão limitar o tráfego no local aos veículos de Mandaguari.

 

Cadastramento

Com essa mudança repentina, para pagar mais barato na praça de pedágio durante o período em que a estrada rural vai ficar interditada, o morador foi obrigado a cadastrar o veículo – levando até a ARD, carteira de motorista, documento do veículo e comprovante de residência – e ainda precisou escolher o que é mais interessante para ele: instalar o tag ou adquirir os cupons de desconto.

“O volume de pessoas que compareceu nos primeiros dias surpreendeu, sendo que na sexta-feira foram cerca de duas mil e, na segunda-feira [10], quase mil. Foi quando tivemos de estabelecer o atendimento mediante a distribuição de senhas, até por conta do número de atendentes que nós temos, que apesar de ter sido reforçado com estagiários da Prefeitura e membros do MTZ, ainda assim há um limite diário”, explicou a agência.

Por esse motivo, desde terça-feira (11), têm sido entregues 150 senhas por dia, a partir das 8h, em frente ao escritório. “Vamos continuar com essa sistemática na próxima semana, até que se reduza o movimento, o que vai ocorrer, principalmente, com a reabertura da Terra Roxa.”

A entidade ressaltou que as senhas são essencialmente para quem optou por adquirir os cupons – que são preenchidos um a um com os números das placas. “Não é preciso aguardar na fila quem apenas quer informação ou necessita fazer o cadastramento, que são aqueles moradores que optaram pelo uso do tag e os motociclistas, que, vale destacar, não precisam comprar cupons. Eles só preenchem o formulário e o entregam juntamente com as cópias dos documentos exigidos. O trabalho dos funcionários vem depois, ao ‘alimentar’ o sistema. Pedimos que nessas situações, as pessoas venham entre às 9h e às 15h.”

Nos primeiros dias, uma reclamação recorrente na agência foi de condutores que haviam feito o cadastro do veículo, anteriormente, na Prefeitura e que ao passar pela praça de pedágio constava não estar cadastrado. “Foram vários casos e não sabemos o que aconteceu. Temos solicitado para que, quem passou por esse problema, que nos procure.”

 

Cupons

Para quem passa pouco pelo pedágio, há a opção da compra de cupons. Cada morador, devidamente cadastrado, tem direito a dez cupons por mês, o que significa, por exemplo, ir e voltar de Maringá cinco vezes. “Esse é o limite. Por mais que a pessoa venha a acumular cupons, só poderá passar dez vezes pela praça em um mês, na décima-primeira será cobrada a tarifa cheia.”

Para carro, o valor do cupom é de R$ 1,64; para caminhão com dois eixos, R$ 3,50; três eixos, R$ 5,25. A tabela completa com os valores está disponível na ARD. Até sexta-feira (14), aproximadamente 9,7 mil cupons haviam sido comercializados. “Quantidade muito maior que a Viapar esperava, porque no cadastro deles, havia 2,8 mil moradores que tinham feito essa opção. Até quinta-feira [13] já eram 4,5 mil. É o que explica a falta de cupons na quarta-feira [12].”

 

Tag

Para quem passa pela praça de pedágio com mais frequência, a orientação é que instale o tag das empresas que oferecem o serviço de passagem automático pelas cancelas, no caso, a Auto Expresso e a Sem Parar. Há um custo operacional por mês, mas que todas as vezes que o veículo cadastrado acessar o local, o valor cobrado será com o desconto. As duas empresas possuem ponto de atendimento na praça de pedágio entre Mandaguari e Marialva.

 

Motos

No caso das motos, não é necessário adquirir cupons ou instalar tag, apenas cadastrar o veículo. A cobrança de R$ 1 na tarifa ocorre por meio da checagem da placa. E em se tratando dos motociclistas é ilimitado o número de passagens pela praça de pedágio a esse valor.

 

Dois dias

A ARD destacou que após o cadastramento dos veículos há um prazo de dois dias úteis para que os descontos passem a valer. “É o tempo de a concessionária receber as informações e registrar no sistema dela.”

 

Serviço

A ARD funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 16h, em uma sobreloja na Avenida Amazonas, próximo à Praça Bom Pastor. Para mais informações, o telefone do escritório é o (44) 3233-3990.

Fonte: AN Notícias com Agora

Galeria de Imagens