Carregando...

Alerta!

logo PRF estoura fábrica clandestina de remédios no Paraná - Notícias - AN Notícias PRF estoura fábrica clandestina de remédios no Paraná - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 10 de Dezembro de 2018

SAIBA MAIS

Dia do Palhaço - Dia da Declaração Mundial dos Direitos Humanos - Dia dos Povos Indígenas e Dia de São Melquíades -
28/10/2017 12h48

PRF estoura fábrica clandestina de remédios no ParanáMais de 7,8 mil medicamentos irregulares foram apreendidos; casal foi preso em flagrante

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 7.821 medicamentos irregulares nesta sexta-feira (27) dentro de um imóvel em Maringá (PR), na região norte do Paraná. No local, funcionava uma fábrica clandestina de remédios. Um casal foi preso em flagrante.

O estabelecimento não tinha autorização dos órgãos de saúde pública, nem alvará municipal. Nenhum dos medicamentos apreendidos tem registro na Anvisa e todos trazem indicações terapêuticas em seus rótulos, o que configura crime.

A ação da PRF teve o apoio de agentes da Vigilância Sanitária de Maringá.

Os policiais rodoviários federais chegaram ao imóvel através de uma nota fiscal apreendida anteontem (25), em um ônibus que transportava duas caixas de medicamentos sem registro.

Inicialmente, a mulher, de 34 anos de idade, disse que estava sozinha no imóvel. O marido dela, de 39 anos, estava escondido em um cômodo cuja porta estava fechada. A maior parte dos itens apreendidos estava dentro desse cômodo.

Os agentes da PRF e da Vigilância Sanitária encontraram dezenas de milhares de rótulos, impressos e recortados, além de equipamentos artesanais destinados a encapsular e a contar as cápsulas.

No imóvel havia ainda uma grande quantidade de frascos vazios, sacos de insumos variados e produtos em fase de preparação.

O casal responderá pelo crime previsto no artigo 273 do Código Penal, que prevê pena de dez a 15 anos de prisão para quem, por exemplo, mantém em depósito, vende ou distribui medicamentos sem registro.

A PRF encaminhou a ocorrência para a 9ª Subdivisão da Polícia Civil em Maringá.

Fonte: AN Notícias com Bem PR

Galeria de Imagens