Carregando...

Alerta!

logo Túnel é descoberto em cela do minipresídio de Maringá - Notícias - AN Notícias Túnel é descoberto em cela do minipresídio de Maringá - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 19 de Fevereiro de 2020

SAIBA MAIS

Dia do Esportista - Dia de São Bonifácio - Foi fundada a cidade Rio Grande e Dia do Dhama Magha Puja -
09/07/2013 08h50

Túnel é descoberto em cela do minipresídio de MaringáA Polícia Civil de Maringá frustrou uma tentativa de fuga em massa do minipresídio da 9ª Subdivisão

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

A Polícia Civil de Maringá frustrou uma tentativa de fuga em massa do minipresídio da 9ª Subdivisão Policial (SDP) ao descobrir, na tarde desta terça-feira (9), um túnel de sete metros de comprimento e 50 centímetros de diâmetro escavado a partir da cela de número 16, que fica na ala onde estão mantidos cerca de 300 detentos.

De acordo com o chefe da carceragem, Osafá Pereira da Cruz, a Polícia Civil recebeu uma informação anônima sobre um plano de fuga e decidiu irealizar uma vistoria na cadeia com o apoio dos agentes carcerários. Durante a operação, os policiais encontraram o túnel e uma grande quantidade de terra sobre as camas dos detentos e nos corredores.

Segundo estimativa da polícia, os detentos estavam trabalhando na escavação há cerca de uma semana e a fuga aconteceria entre hoje e amanhã. O túnel contava até com sistemas de ventilação e iluminação improvisados para facilitar o trabalho.

O chefe da carceragem lembra que, desde a última rebelião em março deste ano, a maioria dos detentos permanece solta nos corredores da galeria, situação que impede a checagem semanal no interior da cadeia. "Na rebelião foram arrancados portas e batentes das celas. Não há divisão entre celas. Todos os presos desta ala tinham acesso ao túnel", diz.

O túnel que ligava a cela à área externa do presídio em direção ao campo de futebol foi escavado sob o auditório da delegacia e, de acordo com o delegado-chefe da 9ª SDP, Osnildo Carneiro Lemes, pode ter comprometido a estrutura do prédio que terá que passar por uma vistoria.

O minipresídio abriga hoje 370 presos, sendo 42 mulheres.

Em outra revista, realizada na tarde de ontem com apoio da Polícia Militar (PM), foram encontradas as ferramentas usadas na escavação, como panelas quebradas e peças de ferro retiradas de televisores. Também foi achada uma extensão com lâmpada para iluminar o túnel, uma broca e um balde plástico, utilizado para retirar a terra.

Apesar da interdição decretada pela Justiça em 2008, o minipresídio continua recebendo detentos.

 

Fonte: Diário Maringá

Galeria de Imagens