Carregando...

Alerta!

logo “Nem se pensou sobre isso”, diz general Heleno sobre visita a palestinos  - Notícias - AN Notícias “Nem se pensou sobre isso”, diz general Heleno sobre visita a palestinos - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 04 de Agosto de 2020

SAIBA MAIS

Dia da Campanha Educativa de Combate ao Câncer - Dia de Sta. Clara - Dia do Padre -
31/03/2019 04h55

“Nem se pensou sobre isso”, diz general Heleno sobre visita a palestinos Senador Flávio Bolsonaro nega que viagem presidencial Israel seja usada por Benjamin Netanyahu para ajudar em sua releeição, em 9 de abril

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

O ministro-chefe do Gabinete Institucional (GSI), Augusto Heleno, afirmou neste domingo, 31, que o governo nem sequer pensou em incluir uma visita oficial aos territórios palestinos durante a viagem do presidente Jair Bolsonaro a Israel. Apesar dessa omissão, o general negou haver “desequilíbrio” na política externa brasileira na região.

Questionado sobre a razão de o presidente Bolsonaro ter excluído uma visita aos territórios palestinos, o general  Heleno afirmou que “nem se pensou sobre isso”. “É a mesma coisa: outro dia, fomos à Argentina e não fomos ao Chile. Querem fazer ilações que não são corretas”, disse. “Não tem tempo. Se formos para a Palestina, vamos alongar a viagem”.

O general irritou-se com a comparação feita por jornalistas entre a atual visita de Bolsonaro e a viagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2010, na qual o petista passou um dia e meio em Israel e um dia e meio na Cisjordânia. Para o responsável pela segurança do presidente, tratam-se de situações “heterogêneas. “Não vamos comparar não. Pelo amor de Deus”, disse.

Augusto Heleno esquivou-se de dar sentido a essas escolhas que, para analistas brasileiros, indicaram a redução da importância da Argentina e do Mercosul na política externa do atual governo, assim como a preferência a Israel, em detrimento ddas relacões com os países muçulmanos do Oriente Médio. “Nos interessa a aproximação com Israel, sem que isso signifique de maneira nenhuma um afastamento da comunidade árabe”, afirmou ainda.

Em declaração a jornalistas no hotel em que está hospedado em Jerusalém, o general Heleno disse ainda não haver previsão do anúncio sobre a abertura de um escritório de negócios do Brasil na cidade sagrada, conforme fora mencionado pelo Palácio do Planalto na semana passada. “Não está previsto declarar”, afirmou.

Fonte: AN Notícias com Veja