Carregando...

Alerta!

logo Time de rugby entra em campo com menino que comoveu o mundo com vídeo sobre bullying - Notícias - AN Notícias Time de rugby entra em campo com menino que comoveu o mundo com vídeo sobre bullying - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 10 de Abril de 2020

SAIBA MAIS

Dia da Engenharia - Dia de São Miguel dos Santos -
21/02/2020 06h16

Time de rugby entra em campo com menino que comoveu o mundo com vídeo sobre bullyingQuaden Bayles foi aplaudido de pé pelo público no Estádio Robina, na Austrália

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

O menino de nove anos comoveu o mundo ao protagonizar um vídeo no qual expõe sua tristeza pelos atos de bullying contra ele foi homenageado durante uma partida de rugby, na Austrália.

Quaden Bayles entrou no gramado do Estádio Robina na companhia dos atletas do Indigenous All-Stars antes da partida da equipe contra o Maori All-Stars.

Quaden entrou em campo sorridente e de mãos dadas com o jogador Joel Thompson, capitão dos Indigenous All-Star. Segundo o jornal Daily Mail, o público presente no estádio foi ao delírio e aplaudiu durante um longo período a presença de Quaden no campo. A partida foi vencida pelos Maori All-Stars por 30 a 16.

A história

 

Quaden ganhou repercussão mundial quando a mãe dele compartilhou um vídeo no qual o filho diz que quer se matar após ter sido novamente vítima de bullying em sua escola.

“É isso que o bullying faz”, escreveu Yarraka Bayles na legenda do vídeo protagonizado por seu filho. “Temos uma criança suicida que está cansada do bullying que sofre diariamente. É todo dia essa p***a e estamos cansados disso”, afirmou.

No vídeo, o menino afirma em meio a lágrimas: “Eu vou morrer agora… Me dê uma faca, eu vou me matar. Me dê uma faca para que eu possa enfiar no meu coração. Eu quero que alguém me mate… Eu quero morrer”.

A mãe afirmou em entrevista à imprensa australiana que o ato mais recente de bullying contra o filho havia sido testemunhado por ela logo antes dela compartilhar o vídeo no qual o Quaden faz sua ameaça de suicídio.

Ela disse que chegou à escola para buscá-lo e o viu em meio a algumas meninas que estavam fazendo piada com seu tamanho e passando a mão em sua cabeça como fosse um animal de estimação.

“Eu e a minha filha nos olhamos e fizemos sinais para ele, para saber se ele estava bem, ele indicou que não e me olhou aterrorizado, como se dissesse ‘não faça uma cena, mãe’”, relatou Yarraka Bayles.

“Era explícito que ele estava desconfortável, mas ele é muito bom em esconder seus sentimentos para que as pessoas não perceberem que ele está abalado, ele é forte e confiante, mas às vezes ele desmorona. Foi de partir o coração e me fez me sentir desamparada”, afirmou.

Vários estrelas se pronunciaram sobre o caso

O comediante norte-americano Brad Williams, que vive com o mesmo tipo de nanismo de Quaden, organizou uma vaquinha virtual e arrecadou mais de R$800 mil para levar a criança e sua mãe à Disneylândia.

“Isso não é apenas para Quaden, é para quem sofreu bullying na vida e ouviu que não era bom o suficiente”, escreveu o ator em suas redes sociais.

Fonte: AN Notícias com O Liberal

Galeria de Imagens